Apesar do jornalismo dos advérbios...

O Brasil segue seu curso de desenvolvimento com inclusão social. Com todos os problemas que ainda precisam ser superados. Apesar da imprensa grande...



A economia brasileira foi a terceira do mundo em crescimento no ano de 2013, ficando atrás apenas de China e Coreia do Sul, respectivamente. Apesar disso os “especialistas” da imprensa grande irão propagar os “mas”, os “entretanto”, os “todavia”, os “contudo” e os “veja bem”. Para fazer você pensar que o país vai desmoronar se Dilma for reeleita.
 
O lucro da Petrobras subiu 11% no ano passado em relação a 2012. Atingiu o patamar de 23,57 bilhões de reais. Já a Vale do Rio Doce teve prejuízo de 98,8% no mesmo período. Apesar disso a imprensa grande vai insistir em divulgar os “mas”, os “entretanto”, os “todavia”, os “contudo” e os “veja bem”.
 
E ainda vai arrumar um jeito de fazer você pensar que a Vale é melhor porque é privada. Que as ações da Petrobras não valem nada sem explicar, em ao menos uma única linha, que preço de ações está sujeito à especulação financeira.
 
O Supremo Tribunal Federal (STF) pôs abaixo a tese de formação de quadrilha montada no julgamento da Ação Penal 470, apelidada de “mensalão”. Com direito a mais destemperos de Joaquim Barbosa, atual presidente do Supremo, relator do processo em questão e provável candidato à presidência em outubro. Sem esquecer que ele assumiu o exagero da dosimetria das penas para formação de quadrilha!
 
Apesar disso, a imprensa grande fará você pensar que foi tudo armado para materializar o golpe comunista do PT em 2014. Irá, como nos outros casos citados acima, propagar os “mas”, os “entretanto”, os “todavia”, os “contudo” e os “veja bem”.
 
Isso tudo servindo ao intuito de tentar impedir uma possível reeleição de Dilma em outubro. De manter seu “herói” na vitrine como o defensor da moral no Brasil e José Dirceu como chefe de quadrilha. Mesmo o STF decidindo que quadrilha não houve. E se não houve quadrilha, Dirceu não é chefe de nada.
 
No país do jornalismo dos advérbios, o Brasil vai de mal a pior. Nesse mesmo país construído à luz desse jornalismo, a salvação é a volta do “hoje todo mundo come frango” ou qualquer outra coisa que não seja a condução de Dilma para mais quatro anos de Presidência da República.
 
Por isso a predileção dos “mas”, dos “entretanto”, dos “todavia”, dos “contudo” e dos “veja bem”. Mas, entretanto, todavia, contudo e veja bem, o Brasil segue seu curso de desenvolvimento com inclusão social. Com todos os problemas que ainda precisam ser superados. Apesar da imprensa grande...

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email