Aqui jaz Augusto Nunes

(Foto: Divulgação)

Conheci Augusto Nunes nos anos 80. Filho de prefeito quercista, tinha a elegância e o charme de um Lorde inglês. Apresentava o #RodaViva, da #TVCultura, em sua melhor fase, históricas entrevistas, e dirigia o diário #OEstadodeSPaulo, o grande jornal de Júlio e Ruy Mesquita - hoje convertido em agozinante pasquim de porta de cadeia. Não raro nos falávamos e era homem educado e simpaticíssimo. Extremamente prestativo, tinha o faro e a vertigem da noticia, além de texto absolutamente brilhante. Por vezes, genial. Tornei-me seu admirador. 

Contratado pela família Sirotsky, dona da #RBS, cúmplice da @RedeGlobo no sul do país, atraído pelo desafio de modernizar o poderoso diário #ZeroHora, além de salário astronômico, revolucionou o jornal provinciano, mas formou sua "panelinha", enviando até cupinchas monoglotas como correspondentes em Paris e outros centros mundiais. Começava o desbunde e os comentários sobre vícios que o deformariam vida afora. 

Demitido por excessos e loucuras, ainda detinha algum charme, que garantiu-lhe a vice-presidência corporativa do Bank Boston, convidado por Henrique Meirelles (homem sério). Os yankess trabalham bem com informação e imagens. Logo souberam (e viram...) que Augusto não tinha condições psicológicas para representar uma das maiores instituições financeiras do mundo, além de serem muitas as suas aspirações. Durou algo como menos que uma semana no importante cargo. Chegou à sede do banco e seu cartão magnético estava bloqueado, pertences numa caixa na portaria e alguns meses de salário na conta. Já começava a virar um rebotalho. 

Homiziou-se no esgoto da Veja, sob a proteção do único gângster analfabeto de que se tem notícia, Robert Civita. O grande jornalista reduzia sua carreira (sem trocadilho) ao pó, à lama e aos dejetos da maldita família apátrida, tornando-se pistoleiro de aluguel. Ontem, com olhar esgazeado, sem a compostura perdida faz anos, sem a beleza que conquistou algumas das mais belas mulheres do país, a caricatura do ex-Augusto Nunes agrediu fisicamente Glenn Greenwald e atacou sua família, envolvendo seus filhos menores. Sórdido e covarde, irá para o quinto círculo do inferno de Dante. Com prazerosa escala na Cracolândia.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247