As instituições estão sequestradas

As manifestações de sexta-feira demonstraram que o golpe não vai ser tão simples quanto se deseja. Por outro lado, essa inequívoca cooptação das instituições torna inútil a resistência meramente dialética ou jurídica

As manifestações de sexta-feira demonstraram que o golpe não vai ser tão simples quanto se deseja. Por outro lado, essa inequívoca cooptação das instituições torna inútil a resistência meramente dialética ou jurídica
As manifestações de sexta-feira demonstraram que o golpe não vai ser tão simples quanto se deseja. Por outro lado, essa inequívoca cooptação das instituições torna inútil a resistência meramente dialética ou jurídica (Foto: Reinaldo Del Dotore)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Um juiz claramente partidário comete ilegalidades explícitas, e não é sequer incomodado. Mais do que isso, comete crime gravíssimo, e fica por isso mesmo.

Um ministro age de forma nitidamente parcial no STF, e seus pares, covardes, se encolhem.

A Polícia Federal, em conluio com o MP, encaminha informações de inquéritos (enviesados) à imprensa.

A OAB, mais uma vez, repetindo 1964, coloca-se ao lado dos interesses de classe social e não dos interesses do Brasil.

Milícias agem abertamente nas ruas, intimidando e espancando quem manifeste pensamento diferente e já começam a praticar atentados contra sedes de sindicatos ou do partido odiado, tudo isso sob o olhar complacente das forças de segurança

As manifestações de sexta-feira demonstraram que o golpe não vai ser tão simples quanto se deseja. Por outro lado, essa inequívoca cooptação das instituições torna inútil a resistência meramente dialética ou jurídica.

Como eu suspeitei ontem, a luta provavelmente vai subir a outro patamar. Lamento ver o Brasil novamente nessa condição.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247