Até quando?

Até quando assistiremos nossos políticos ameaçando as instituições da República sem perderem, imediatamente, seus mandatos ou cargos?

www.brasil247.com - Hamilton Mourão, Jair Bolsonaro e Luiz Eduardo Ramos
Hamilton Mourão, Jair Bolsonaro e Luiz Eduardo Ramos (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR)


Disse o profeta Habacuque: Até quando, SENHOR, clamarei eu, e tu não me escutarás? Gritar-te-ei: Violência! E não salvarás? Por que razão me mostras a iniquidade, e me fazes ver a opressão? Pois que a destruição e a violência estão diante de mim, havendo também quem suscite a contenda e o litígio. Por esta causa a lei se afrouxa, e o juízo nunca se manifesta; porque o ímpio cerca o justo, e o juízo se manifesta torcido.

Parafraseando o profeta, poderíamos dizer: 

Até quando assistiremos nossos políticos, com mandato ou cargo de confiança, ameaçando as instituições da República sem perderem, imediatamente, seus mandatos ou cargos? 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até quando os assistiremos fazendo apologia à tortura ou elogiando torturadores, sem enfrentar as barras dos tribunais e consequente perda do mandato?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até quando assistiremos tais pessoas disputando posições em nossa democracia, até mesmo de supremo mandatário, sem que suas candidaturas sejam impugnadas?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até quando veremos legisladores bolinando suas colegas de legislatura, fomentando, assim, a cultura do estupro, sem o indiciamento por crime inafiançável, para além da perda de mandato?

Até quando assistiremos a quebra do estado laico, inclusive, por meio de tráfico de influências, isto é, por deslavada corrupção, sem uma crise institucional se instale, exigindo a demoção do governo?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até quando assistiremos a políticas que destroem a economia e a soberania da nação, que provocam a morte por negação e inação frente a pandemias, que provocam a fome e a mendicância, sem que os responsáveis sejam cobrados altura deste tipo de movimento que só pode ser classificado de genocídio?

Até quando?

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email