Avanço do fascismo online

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


O Twitter foi comprado por Elon Musk. É o mesmo que  entrega-lo a Hitler. Apesar de essa frase ter sido falada por Nicholas Ridiey, ex-ministro do comércio e indústria da Inglaterra, referindo-se a Alemanha unificada, ela se encaixa muito bem nas intenções do trilhardário Musk.  É assustador, um claro defensor de Trump, vendo a necessidade de dar mais voz aos fascistas compra uma grande rede social para tal fim. O homem mais rico do mundo, que pretende levar o homem a marte, de maneira privada e inaugurar o sonho de irmos para o espaço, desde que desembolse quantias astronômicas, agora dará voz aqueles que estão se levantando e mostrando sua força ao mundo.

Por que alguém que possui a empresa Tesla, que vale mais do que as montadoras Ford, GM, Toyota, BMW, Honda, entre outras juntas, com um patrimônio total maior que o PIB de Portugal, US$ 250 bilhões e da Nova Zelândia, US$ 247 bilhões. Pode superar de vários outros países também. Hitler já dizia: “As grandes massas cairão mais facilmente numa grande mentira do que numa mentirinha”. A todo momento dos mandatos de Trump e Bolsonaro, podemos verificar que a utilização das massas de manobra através das redes sociais, foram fundamentais e estratégicas para que a extrema direita pelo mundo conseguisse articular suas ações.

Musk já tinha dado o primeiro passo comprando 9,2% das ações, o que na época já se especulava que haveria mudanças comerciais mais fortes na empresa, conseguindo que as ações crescessem 27% em um dia. Mas sua aquisição hostil, justificando que a empresa não poderia prosperar no seu estágio atual e conseguiu chantagear dizendo que iria desfazer de suas ações iniciais e que faria despencaria consequentemente  no mercado suas ações.  Essa luta hercúlea pelo Twitter é um preparativo para a volta do Trump nas próximas eleições e um meio de patrocinar gratuitamente a extrema direita de continuar fazendo seu jogo em uma das grandes redes sociais pelo mundo.  Afinal, dizia Hitler: “Só lutamos por aquilo que amamos, só amamos aquilo que respeitamos e só respeitamos aquilo que conhecemos”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O racismo alimenta a direita. Principalmente países que veem os dramas da migração por fome, guerras e insegurança econômica. E todos os países tem parcela de culpa, assim como o Brasil, que não conseguiram exorcizar a memória do nazismo.  Toda organização é bem articulada pelo mundo. Sob o pretexto de “Liberdade de expressão”, que há limites e nisso o Brasil consegue estipular bem, mas não consegue autuar bem, o Twitter no passado  foi a rede social que acumulou mais denúncias de crimes na internet, tendo mais crescido crimes de neonazismo e pornografia infantil. Afinal, dizia Hitler: “A propaganda não pode servir à verdade especialmente quando possa salientar algo favorável ao oponente”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Musk vai amplificar o alcance de vozes fascistas e conspiracionistas no Brasil e no mundo. Recentemente, publicou uma imagem de Hitler em apoio aos protestos antivacina no Canadá. Isso é muito preocupante vindo de tanto poder na mão de um negacionista só. As redes bolsonaristas já comemoraram com fogos triunfantes, pois estão se organizando politicamente e crescendo novamente. Já está até circulando uma fakenews dizendo que Musk apoia Carlos Bolsonaro como presidente do Brasil. Existe meio de melhorar o mundo com 44 bilhões? Claro. Afinal, Elon Musk nasceu em Pretória, África do Sul. Ele, mais do que ninguém, deveria investir na erradicação da fome no continente, em ações claras para retirar das mãos dos colonizadores que usurpam a sua terra natal. Mas fascistas existem até nas grandes religiões. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mas afinal, dizia Hitler: “Qualquer aliança cujo propósito não é a intenção de iniciar uma guerra é sem sentido e inútil”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email