Azeredo vai pagar o pato do 'mensalão' tucano?

O PSDB faria o discurso de que teve um dos seus julgados e aceitou a decisão do Judiciário. "Reconhece o erro" e vem toda uma campanha de mídia mostrando como os tucanos são limpinhos e probos



Eduardo Azeredo, tucano de bico fino e pena sedosa, será largado ao léu no julgamento do "mensalão" tucano. Todas as falas de seus colegas de PSDB vão nesse sentido. E para completar, Aécio Neves, presidente nacional do partido, afirmou que os tucanos vão apenas observar o destino do ex-governador de Minas Gerais.

"Teremos de acatar e respeitar a decisão do Supremo. Esperamos que ele possa se defender de forma adequada", declarou Aécio tentado se diferenciar do PT e criticando a postura dos petistas em questionar o julgamento da Ação Penal 470, apelidada de "mensalão".

Ora, se o julgamento dos tucanos for injusto; se nos autos do processo não contiver provas; se ele for baseado em justiçamento – no caso, para legitimar o do PT; se penas e multas forem excessivas e se todo o rito do Judiciário for transformado em espetáculo midiático; o PSDB tem, sim, a obrigação de questionar o julgamento.

O problema é que no afã de mostrar algo que possa parecer melhor que o PT, o PSDB vai se tornar aquilo que diz ser o Partido dos Trabalhadores. A não ser que já esteja tudo armado para apenas Azeredo pagar o pato.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesse caso, fica o STF com o discurso de ser imparcial e aplicar a lei e a prova é o julgamento do PSDB. O PSDB faria o discurso de que teve um dos seus julgados e aceitou a decisão do Judiciário. "Reconhece o erro" e vem toda uma campanha de mídia mostrando como os tucanos são limpinhos e probos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O grande nó nessa possível articulação é o próprio Eduardo Azeredo. Será que ele aceita ser o bode expiatório?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao que tudo indica, mesmo com sua discrição, não. Senão ele não teria mandado o recado que mandou em outra declaração à imprensa ao entrar em uma reunião com lideranças tucanas: para começar, essa campanha não foi minha, foi do PSDB todo, inclusive de Fernando Henrique à reeleição.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email