Biden copia Dilma para proteger EUA contra China

Vice dos EUA diz que Brasil é exemplo de democracia
Vice dos EUA diz que Brasil é exemplo de democracia (Foto: Roberto Stuckert Filho)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Joe Biden, novo presidente americano, bem ainda não tomou posse, e já anuncia política econômica que é a cópia do que praticou, no Brasil, a ex-presidenta Dilma Rousseff. Que coisa, heim! Nada como o passar do tempo. 

Dilma, no Brasil, foi golpeada, cruelmente, pelos Estados Unidos por conceder subsídios aos empresários brasileiros que choravam falta de competitividade dos produtos brasileiros no mundo. FMI, Banco Mundial, BID, os banqueiros em geral, dizendo que tudo isso afetava o déficit público, elevava os juros, inflação etc e tal. Pau nela.

Deitaram falação em cima da ex-presidenta, especialmente, diante da política econômica que colocou em prática, de diminuir os juros, para combater a dívida pública, o que diminuiria não, apenas, o déficit, mas, sobretudo, garantiria mais oferta de emprego na economia, aumento da arrecadação, investimentos etc. Complementava, em síntese, o que Lula havia começado a partir de 2003, com valorização dos salários, fortalecimento dos programas sociais e do mercado interno, cujo resultado foi desenvolvimento com melhor distribuição de renda.

Chamaram essa estratégia dilmista de “Nova Matriz Econômica”. Na verdade, ela antecipou o que os países capitalistas fariam depois do crash de 2008, diminuindo juro e ampliando oferta monetária, para conter endividamento público, incapaz, desde então, de suportar juro positivo, para não implodir.

DILMISMO ECONÔMICO À VISTA NOS EUA

Como foi uma presidenta brasileira a começar tal experimento, os nativos por aqui, homofobicamente, caíram de cacete, para agradar a matriz. Pô, agora, é a matriz que copia Dilma! Fazem isso porque o capitalismo americano não aguenta mais competição chinesa. Biden vai transferir dinheiro para as empresas venderem mais barato que os produtos da China. Prova concreta dada pelo capitalismo americano que economia de mercado é pura fantasia. Subsídio descarado que eleva o déficit público na terra de Tio Sam, claro, em nome da sustentação dos empregos. Não teria sido essa Nova Matriz Econômica dilmista que levou a Casa Branca a se engajar, fortemente, no golpe neoliberal de 2016, jogada, claramente, imperialista, para parar a economia brasileira, de modo a não fazer sombra ao Império? 

Em vez de exaltarem o capitalismo brasileiro subsidiado(e onde não é, meu Deus do céu?), os próprios beneficiados(a turma da Fiesp, golpista) renderam-se ao discurso da matriz, em prejuízo dos seus próprios interesses! Na prática, o que Biden prenuncia nos seus primeiros passos, na economia, é “Dilmismo econômico” puro: proteção ao capitalismo americano, pagando os empresários para garantir-lhes margem de lucro, para enfrentar a China. 

BIDEN SEGUE TRUMP 

Biden, como Trump, prepara-se para romper as regras internacionais ditadas pela Organização Mundial do Comércio(OMC), que o presidente republicano mandou fechar. Está errada a decisão preanunciada por Biden, que horrorizou os neoliberais brasileiros e a grande mídia comandada por eles, por proteger os empresários e trabalhadores dos Estados Unidos, prejudicados pela pandemia do novo coronavírus? Do ponto de vista do Império, certíssimo. 

O que estão clamando os empresários brasileiros, nesse momento? Falta de mercado para seus produtos em decorrência das reformas neoliberais impostas pelos golpistas, dentre elas a mais destrutiva, o teto de gastos públicos por 20 anos. Constitucionalizam por 2 décadas o austericídio fiscal, algo inéditio no mundo. E, de quebra, destruíram os salários e a previdência, enquanto preparam, também, destruição do serviço público, com antirreforma administrativa.

Vai defender barbaridade dessa para Biden, se ele aceita, que os Estados Unidos têm que baixar uma PEC 95, lá, para conter gastos públicos, a fim de equilibrar dívida x PIB, para país voltar a crescer!!! Toparia ou mandaria a sugestão à merda? A ação de Biden é uma resposta eloquente aos neoliberais de Chicago, que, aqui, no Brasil, destroem o país, com Paulo Guedes e a grande mídia embalando-o, sob ordem da Febraban. 

DEMOCRATAS SEGUIRÃO RECEITA PETISTA

Vê-se que os democratas americanos vão fazer, mesmo, é o que está no Projeto de Reconstrução Nacional, lançado pelo PT para enfrentar a crise agravada pelo novo coronavirus. Elevar os gastos públicos é a primeira providência de Biden por meio de repasse de grana subsidiada ao setor produtivo para poder gerar emprego. Caso contrário, não vencerão a concorrência com os chineses e perderão as próximas eleições. 

Vai ficando cada vez mais claro porque deram o golpe em Dilma. Depois de faturar o segundo mandato, em 2014, ela enlouqueceu os golpistas que fizeram o mesmo que Trump: não reconheceram derrota e partiram para o golpe de 2016. Foi golpeada, justamente, por aqueles a quem ela, economicamente, estava protegendo. Por pressão deles, caiu no equívoco neoliberal de Joaquim Levy, homem de Washington, do Banco Mundial. Se lascou. Se tivesse chamado para apoiá-la os sindicatos dos trabalhadores não teria caído. 

Agora, os golpistas, na crise, veem que o novo Tio Sam, na Casa Branca, usou eles como massa de manobra, para jogar a economia brasileira no buraco. Biden joga todas suas fichas no capitalismo americano, ameaçado pelo neo-capitalismo estatal nacionalista chinês, comandado pelo Partido Comunista. Até quando, a elite vira-lata tupiniquim continuará marcando bobeira?

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247