Bolsonaro derrete

"Em meio à mais grave pandemia da História, coube a governadores e prefeitos, e não apenas os de oposição, tomar as medidas necessárias para preservar a saúde da população", diz Leandro, Fortes, do Jornalistas pela Democracia. "Para se safar, está cada vez mais claro, o Brasil precisa se livrar de Bolsonaro antes mesmo de vencer o coronavírus"

www.brasil247.com -
(Foto: Isac Nobrega - PR)


Por Leandro Fortes, do Jornalistas pela Democracia

Basicamente, Jair Bolsonaro governa, hoje, para aquele bando de idiotas enfiados em um cercadinho, na saída do Palácio da Alvorada, e para uma mamada dividida em fanáticos religiosos e viúvas da ditadura militar.

Em meio à mais grave pandemia da História, coube a governadores e prefeitos, e não apenas os de oposição, tomar as medidas necessárias para preservar a saúde da população.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tiveram, para tal, que ignorar as bravatas de um presidente que já ultrapassou todas as barreiras da estupidez humana, a ponto de colocar o Brasil no topo do ranking mundial das repúblicas bananeiras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Incrível perceber que Bolsonaro não esteja exausto de ser tão ridicularizado, dentro e fora do País, o que só ressalta seu estado avançado de oligofrenia. Dele e dos três filhos, um caso curioso de transmissão total de gens inúteis.

No Nordeste, por meio do Consórcio que tem permitido à região se deslocar do desastre absoluto do governo central, os governadores construíram pontes de relacionamento com o mundo civilizado, enquanto tudo o mais desmorona, em volta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nos demais estados, vão se fechando aeroportos, estradas e igrejas em oposição ao governo federal, perdido na própria ignorância e sem um único líder capaz de conduzir o País na hora sombria em que vivemos.

Sem a pauta econômica de reformas e privatizações, Paulo Guedes tornou-se uma figura fantasmagórica e inútil.

Sérgio Moro, simplesmente, desapareceu. Sem os factoides da Lava Jato nem as demandas marginais da família Bolsonaro para defender, tornou-se um nada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os outros malucos e fanáticos neofascistas, sem comando, viraram baratas espavoridas nas redes sociais.

Luiz Mandetta, ministro da Saúde que chegou a ser comemorado como único nicho de lucidez na toca de ratos do governo, vai, aos poucos, sendo enquadrado pelo chefe demente.

Foi desautorizado por ter alertado sobre o colapso do sistema de saúde e segue incapaz de se contrapor à tese de "alarmismo" defendida por Bolsonaro.

Para se safar, está cada vez mais claro, o Brasil precisa se livrar de Bolsonaro antes mesmo de vencer o coronavírus. 

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email