Bolsonaro é a favor? Eu sou contra

Na visão do jornalista Alex Solnik, "Bolsonaro já defendeu a troca de vários ministros atuais por pessoas de sua confiança"; "Ele se solidariza para enfraquecer o STF e, se não o destruir, ao menos manietá-lo. Ele quer quebrar o equilíbrio entre os Poderes, o que significa quebrar a democracia", acrescenta 

Bolsonaro é a favor? Eu sou contra
Bolsonaro é a favor? Eu sou contra (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Por Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia - Nos dois episódios em que, supostamente, o cômico (se não fosse trágico) Danilo Gentili e o pseudojornalista Diogo Mainardi teriam sido vítimas de censura, o presidente Jair Bolsonaro se solidarizou com eles, abandonando o comportamento constitucional que manda o chefe de um Poder não se imiscuir em decisões do chefe de outro.

Ele não só ignorou a autonomia dos Poderes, como ficou do lado oposto ao do Poder Judiciário.

Alegou, nos dois casos, que a “liberdade de expressão” foi agredida. É cinismo sem tamanho, pois ele não defende liberdade de expressão quando se trata de Paulo Freire, por exemplo, ou de Marx.

Sua “solidariedade” tem tudo a ver com a célebre profecia de seu filho não sei de que número, que defendeu o fechamento do STF se não se comportasse de acordo com os desejos do futuro governo de seu pai. Bolsonaro já defendeu a troca de vários ministros atuais por pessoas de sua confiança. Ele se solidariza para enfraquecer o STF e, se não o destruir, ao menos manietá-lo. Ele quer quebrar o equilíbrio entre os Poderes, o que significa quebrar a democracia.

Se Bolsonaro é a favor, eu sou contra.

Todo poder ao STF.

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247