Bolsonaro faz ameaça velada ao Congresso: se o cassarem, ele fecha

"Ao dizer que a liberdade e a democracia dependem das Forças Armadas mandou um recado – ou lançou uma ameaça - para o Congresso Nacional. O que se lê nas entrelinhas é: se deputados se meterem a bestas e tentarem me cassar eu chamo as Forças Armadas e acabo com a alegria deles", interpreta o jornalista Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia, sobre o discurso do presidente Jair Bolsonaro

Bolsonaro faz ameaça velada ao Congresso: se o cassarem, ele fecha
Bolsonaro faz ameaça velada ao Congresso: se o cassarem, ele fecha

Por Alex Solnik, para o Jornalistas pela Democracia - Um dia depois de a hashtag impeachmentbolsonaro ter bombado na rede em reação à sua postagem do vídeo sadomasoquista, Bolsonaro reagiu, partindo para o ataque.

Ao dizer que a liberdade e a democracia dependem das Forças Armadas mandou um recado – ou lançou uma ameaça - para o Congresso Nacional.

O que se lê nas entrelinhas é: se deputados se meterem a bestas e tentarem me cassar eu chamo as Forças Armadas e acabo com a alegria deles. (Não será difícil convencer seus seguidores do twitter e WhatsApp que deputado é corrupto e gasta os tubos, fechar o Congresso seria uma bela duma economia.)

Mais ou menos na linha do que o seu vice Hamilton Mourão preconizou em entrevista à Globo News antes da posse: um autogolpe.

No dia 11 de novembro de 1937, Getúlio Vargas, com apoio das Forças Armadas, cercou o Congresso Nacional, mandou deputados e senadores para casa, fechou os partidos e decidiu falar diretamente aos brasileiros, sem intermediários.

E ele não tinha twitter.

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247