Bolsonaro precisava nocautear, mas Lula ganhou por pontos

"Por ter sido o mais agredido e não ter ido à lona, Lula pode ser considerado o grande vencedor da noite. Por pontos", diz Alex Solnik

www.brasil247.com - Luiz Inácio Lula da Silva (à esq.) e Jair Bolsonaro
Luiz Inácio Lula da Silva (à esq.) e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/TV Globo)


Não entendo como as campanhas presidenciais aceitaram o formato do debate de ontem na Globo. Sobretudo a de Lula. Quatro blocos dedicados somente a perguntas e respostas entre os candidatos, sem uma só pergunta de jornalista, geraram duas consequências indesejáveis: ora parecia uma luta de UFC, ora um conchavo entre amigos, dependendo das duplas. 

Quando Lula e Bolsonaro se defrontaram o cenário se transformou num ringue, com uma penca de direitos de resposta; quando entravam em cena Bolsonaro e o padre Kelmon, virava cenário de novela das 6. 

Dobradinhas se formaram também entre Bolsonaro e Felipe D’Ávila, entre Simone e D’Ávila, Ciro e Simone e entre Simone e Soraya. 

 Lula não teve nenhum aliado, contra dois de Bolsonaro.  

 Ficou na cara que Lula e Bolsonaro eram os protagonistas, e os demais, coadjuvantes.

Lula foi atacado pelos outros seis, mesmo quando não interagiam com ele; Bolsonaro, por quatro: Lula, Ciro, Simone e Soraya. 

Por ter sido o mais agredido e não ter ido à lona, Lula pode ser considerado o grande vencedor da noite. Por pontos. 

Bolsonaro, que precisava nocauteá-lo para mostrar poder de reação na reta final, fracassou.   

 Foi sua última chance.

Os indecisos, o público alvo, só vão decidir na cabine indevassável.    

Quem ganhou o debate foi a Globo, que raramente tem uma audiência tão grande a essa hora da noite.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email