Brasil, quintal do BTG Pactual?

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Não é surpresa para ninguém que o governo de Bolsonaro e Mourão possui um firme objetivo: vender as riquezas do Brasil para seus compadres, os grandes capitalistas brasileiros e estrangeiros, a preço de banana.

Isso já havia ficado claro quando, sob o comando de presidente indicado por Guedes, o Banco do Brasil vendeu, até onde se tem notícia sem licitação, uma carteira avaliada em 2,9bi por pouco mais de 10% de seu valor (371mi) para o Banco BTG Pactual, fundado também por Guedes. 

Agora foi a vez de um dos principais mentores intelectuais da brutal austeridade imposta ao Estado brasileiro, idealizador da PEC da morte (EC 95), o senhor Mansueto de Almeida, sair diretamente da equipe econômica de Paulo Guedes para (adivinhem só) ... o BTG Pactual! 

Depois de impor a regra que congela o orçamento público por 20 anos – e que, em comparação com a regra anterior, tirou quase 10 bilhões da saúde – este senhor é recebido de braços abertos no banco que é extensão deste governo neoliberal, certamente atraído pelos “excelentes” serviços prestados.

O movimento de Mansueto não é novidade: na era FHC, seus principais economistas, em boa parte professores e tidos como “técnicos”, passaram, num passe de mágica, para o setor financeiro , munidos de informações privilegiadas. Nada como servir ao capital: atacam o Estado social, destroem direitos e, como consequência, são recompensados por quem lucrou com isso, o capital financeiro. 

O que não nos surpreende não pode nos paralisar, pois é preciso seguir denunciando e lutando contra essa turma de lesa-pátria! 

Fora Bolsonaro, Mourão, seu governo e suas políticas!

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247