Brumadinho: Causa Animal comemora o primeiro bovino resgatado com vida

Ativistas da causa animal passaram a questionar se todos os empecilhos e proibições para que as equipes de resgate - como o Ibama - adentrasse ao local, não seria uma ação orquestrada desde o início para que os animais fossem abatidos para evitar prejuízos

A tarde desta terça-feira (29) foi de muitas reviravoltas envolvendo os protetores dos animais e o alto comando do governo de Minas Gerais.

Eram 14h37min, segundo a brava ativista Luisa Mell, quando uma aeronave da Polícia Rodoviária Federal (PRF) alvejou os animais que já estavam há mais de 72 horas ilhados na lama em situação alarmante.

Ativistas da causa animal passaram a questionar se todos os empecilhos e proibições para que as equipes de resgate - como o Ibama - adentrasse ao local, não seria uma ação orquestrada desde o início para que os animais fossem abatidos para evitar prejuízos.

Na parte da tarde, o apresentador Reinaldo Gottino tentou desacreditar a ativista Luisa Mell, sem mencionar seu nome durante Balanço Geral SP. "Eles estão tentando resgatar os animais sim, não entra nessa comoção", pediu surpreendentemente o jornalista. "Você me falar que 'tem policial dando tiro em animal do helicóptero', pelo amor de Deus, as pessoas precisam ter mais responsabilidade com aquilo que elas falam, escrevem na internet. E tem gente que ganha com isso, tem gente que gosta de criar isso pra ganhar clique, pra ganhar seguidor. Para com isso. Então eu vou tentar desfazer aqui essas mentiras que são colocadas", destacou o famoso.

Em resposta, a ativista detonou o apresentador em sua conta do Instagram e pediu para que o repórter se retratasse, pois as informações que ela estava passando já haviam antes sido confirmadas pela Defesa Civil, Anclivepa e por vários órgãos. "O senhor devia ter vergonha", e continuou: "Bom, queria mandar um recado aqui para o senhor 'Gotijo', que é um apresentador da TV Record, o senhor é muito mal informado, o senhor devia ter vergonha de ser um apresentador da televisão e falar tanta bobagem no ar", disparou inesperadamente a defensora dos animais.

Após receber o apoio de diversos portais que endossaram a denúncia da ativista, de que os animais estavam realmente sendo abatidos sem necessidade, a Vale decidiu abrir diálogo. Em seguida, ela foi ouvida por equipes de reportagem explicando todo o ocorrido e obteve autorização para fazer um sobrevôo que foi capaz de mapear dezenas de animais ainda vivos.

A ativista disse que entende que existem animais que precisarão de eutanásia, mas que ela seja feita de maneira decente e que há dezenas de veterinários à disposição.

Agora, no final da tarde, um helicóptero com equipe resgatou o primeiro bovino. Ele já está sendo examinado e será encaminhado para uma fazenda de proteção animal.

"Eu estou com vontade de adotá-lo", disse a ativista em seu Stories.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247