Cade tira a Globo da Mafifa

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o CADE, arquivou na semana passada, uma representação contra o Grupo Globo, movida por partidos políticos, por conta do envolvimento na MaFIFA, que está sendo julgado nos Estados Unidos

Cade tira a Globo da Mafifa
Cade tira a Globo da Mafifa

Em 14 de novembro de 2017, véspera da Proclamação da República, William Bonner, editor e apresentador do Jornal Nacional, discutia com seus superiores como levar a milhões de telespectadores a notícia de uma delação premiada à Justiça americana, que a envolvia diretamente com a Máfia da Fifa.

-- A TV Globo não pratica nem tolera pagamento de propina.

Na edição daquela noite, com a catadura de Cid Moreira no histórico direito de resposta de Leonel Brizola, Bonner leu nota-editorial da emissora que encerrava com esta afirmação peremptória, repetida à exaustão em outras edições do JN e em todos os telejornais da estação. Uma peça de humor involuntário. Também afirmava que uma "auditoria interna" provou que a Vênus se mantinha virginal.

O segredo de polichinelo veio após despacho de Nova York, onde acontecia o julgamento de dirigentes do futebol mundial presos em Zurique a 27 de maio de 2015, acusados de vários crimes de corrupção, numa ação conjunta de policiais a paisana dos EUA e da Suíça. Entre eles José Maria Marin, ex-presidente da CBF.

Coisa de cinema. Barata voa numa luminosa manhã de quarta-feira no hotel mais refinado de Zurique, com vista para um lago maravilhoso em que se hospedavam em congresso para eleger o presidente da entidade. Em meio ao pandemônio, um empresário argentino escapou: Alejandro Burzaco, ex-executivo da Torneos y Competencias, uma das empresas de marketing esportivos mais influentes da América do Sul, dona de direitos importantes dos principais torneios da América do Sul. Deu um tempo na condição de fugitivo na Itália, e depois se entregou às autoridades americanas.

Foi ele quem botou a Globo, sua parceira de negociatas, na roda da fortuna mafiosa, no julgamento em Nova York. Bomba que a Globo, por força da internet, não teve como deixar fora do noticiário daquela e de outras noites esportivas dançantes.

O que certamente vai ficar fora do JN nesta sexta-super é que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o CADE, arquivou na semana passada, uma representação contra o Grupo Globo, movida por partidos políticos, por conta do envolvimento na MaFIFA, que está sendo julgado nos Estados Unidos.

Assim a inimiga pública número 1 vai limpando os rastros da famiglia Marinho.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247