Caetano Veloso e o Brasil de Bolsonaros e linchadores

Cansei de ver, nos últimos anos, gente de esquerda atacar Caetano Veloso. Agora Caetano virou herói, por conta da decisão absurda de uma juíza que impediu seu show em São Bernardo

Caetano
Caetano (Foto: Eduardo Maretti)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Cansei de ver, nos últimos anos, gente de esquerda atacar Caetano Veloso. Agora Caetano virou herói, por conta da decisão absurda de uma juíza que impediu seu show em São Bernardo. Desse episódio, segue o seguinte:

1 - a esquerda brasileira nunca entendeu Caetano;

2 - a obra de Caetano é magnífica, está além de reducionismos e simplismos maniqueístas, e quem o atacou e agora o eleva a herói nunca entendeu nada. Nunca entendeu por exemplo que ser de esquerda não significa rezar cartilhas. A obra de Caetano Veloso é subversiva intrinsecamente;

3 - não é tão fácil entender Caetano, sua obra. Por isso, as pessoas costumam preferir Chico Buarque. Porque Chico (que eu adoro) é mais fácil de entender. Bem mais fácil;

4 - a esquerda brasileira precisa tratar sua bipolaridade. Ou entende Caetano ou não entende. Ou Caetano é vilão ou é herói.

***

No álbum Circuladô, de 1991, 26 anos atrás!, podemos ouvir, na canção "O Cu do Mundo":

"A mais triste nação
Na época mais podre
Compõe-se de possíveis
Grupos de linchadores"

Considerando o que é este horrível Brasil de 2017, alguém poderia dizer que Caetano foi profético na canção. Mas não se trata disso. Não existe profecia. Caetano apenas conhece profundamente a cultura e a alma deste pobre país de Bolsonaros e linchadores.

Ouça a canção "O Cu do Mundo"


A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247