Cai na real

Eis que agora surge nestas eleições a possibilidade de que um sujeito com tendências racistas, homofóbicas, misóginas e totalitárias chegue ao poder como presidente da república. Parece pesadelo, mas é verdade. Este é um daqueles temores só comparáveis ao bicho papão da nossa infância. Tudo bem, talvez ao lobo-mau também

Cai na real
Cai na real (Foto: Valter Campanato - ABR)

Todos nós temos nossos temores. Medo de alguma coisa, o que é perfeitamente normal, já que não deixa de ser uma maneira de aprendermos o bom senso.

Eis que agora surge nestas eleições a possibilidade de que um sujeito com tendências racistas, homofóbicas, misóginas e totalitárias chegue ao poder como presidente da república. Parece pesadelo, mas é verdade. Este é um daqueles temores só comparáveis ao bicho papão da nossa infância. Tudo bem, talvez ao lobo-mau também.

O que eu quero dizer é que existe um temor maior dentro de nós e este é muito mais real do que a chance deste cara ser bem sucedido na sua empreitada. Este temor é o que está realmente nos tirando do sério, nos arrasando como pessoas do bem, nos remoendo as entranhas e nos fazendo viver um verdadeiro pesadelo a luz do dia e bem despertos.

Eu gostaria que pudesse ser diferente e não sei se devo agradecer a este candidato, ou atribuir a ele mais um adjetivo pelo que está me causando e acredito que em muitos de vocês também: a descoberta de que temos parentes, amigos ou conhecidos que são exatamente como ele.

Esqueçam esta balela de que alguém vai votar no dito cujo porque ele não é corrupto, vai salvar o Brasil dos verdadeiros ladrões, é o cara para botar a bandidagem para correr e todas as besteiras do mesmo gênero. Elas vão votar nele porque ele as representa.

A gente podia até não saber, podia até nunca ter notado ou percebido antes, mas a verdade nua e crua é uma só: seu parente, seu amigo ou conhecido teria apoiado a ditadura e provavelmente te denunciado ao DOPS como subversivo. Ele é racista e odeia gays. Ele concorda que lugar de mulher é da cozinha para o tanque e que se quiser trabalhar tem que ganhar menos que um homem. Ele acha que se alguém nasceu pobre, mereceu isto, tipo Deus quis assim.

Eu sinceramente não aguento mais estas postagens de amigos nas redes sociais tentando explicar quem este cara é realmente. As melhores piores frases dele. Os melhores piores vídeos dele. As 1001 ofensas dele a tudo que não for branco, cristão e macho. Na boa, entendam de uma vez por todas que seus parentes, amigos e conhecidos para quem vocês supostamente dirigem este material, quando leem estas coisas, ou quando assistem a estes vídeos têm um verdadeiro orgasmo e se identificam perfeitamente com o cara. Vocês não estão convencendo eles de não votarem nele, vocês estão somente fornecendo mais argumentos para isso. Deu para compreender?

Eu já caí na real há muito tempo e venho tentando limpar a minha rede destes apoiadores. Não estou ainda rompendo amizades reais, mas estou deixando de seguir qualquer um que mencione que vai votar neste cara. Não quero mais que leiam o que eu publico e não quero mais ler o que eles publicam. Aliás, já pedi educadamente que me excluam também.

Sim é difícil de aceitar que quase 20% da população pretenda votar nele no primeiro turno. Isto significa que mais ou menos 20% das suas relações vão votar no Bozo porque são como ele. Esta é a dura realidade.

Acho lindo quem diz com a maior ternura do mundo, como aquelas postagens em meio a flores e passarinhos, que respeitam a opinião dos amigos e que jamais romperiam uma amizade por causa de divergência política. Nossa que coisa linda, que amor.

Eu fico pensando que o cara deve estar dando risadas dessa gente. Na boa, se ele ler isso vai te meter um adjetivo na hora. E você achando que ele te representa. Que coisa linda, que amor.

O fato é que a vida é feita de escolhas. Tem uma frase ótima para isso: “diga-me com quem andas, e te direi quem és”. Nem o Google sabe de onde ela vem, mas é perfeita. Eu não consigo andar com gente preconceituosa. Posso até dialogar alguns minutos, mas vai parar por aí.

Em resumo, desculpe se estraguei o dia de alguém que leu até aqui. Eu sei que derrubei um balde de água fria na cabeça de alguns, mas precisava desabafar um pouco e falar algumas coisas que me parecem importantes no atual momento.

O mais importante é que se alguém ainda não fez a conta, 80% das pessoas não pretendem votar no coisa ruim no primeiro turno!

 

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247