Carta de Lula - “oração, meditação e militância”, um programa de vida

Mauro Lopes escreve sobre uma troca de cartas com Lula; em sua resposta, Lula apresenta um verdadeiro programa para a vida, assentado no tripé oração, meditação e militância, numa jornada de motivação e prazer orientada pelo amor e o cuidado

(Foto: Ricardo Stuckert)

Por Mauro Lopes, editor do 247 e fundador do canal Paz e Bem, para o Jornalistas pela Democracia

Publico a seguir uma uma troca de cartas com Lula. Ele tem sido de uma enorme generosidade comigo e o canal Paz e Bem (além, sempre do 247). O curso “Canudos - o Belo Monte de Antônio Conselheiro”, ministrado pelo professor Pedro Lima Vasconcellos no Paz e Bem e na pós-TV 247 tornou-se fonte de intensa relação entre nós. 

Ao final do curso, ele nos pediu para “continuar a apresentar a história do povo brasileiro”; o pedido deu origem ao curso Retalhos da Nossa História, com uma “costura” da história do Brasil a partir das lutas e espiritualidade dos povos originários e do amálgama que viria a conformar o belo povo deste país. O curso já teve 16 aulas e tem mais 18 programadas.

No Paz e Bem desta quinta (17) apresentei as duas cartas e fiz uma breve reflexão sobre a carta de Lula. É um pequeno tratado de espiritualidade mergulhada no concreto da vida, assentada sobre a relação amorosa com as  pessoas e voltada para a utopia de um mundo renovado. Rezar, meditar e militar, indica-nos Lula.

Leia as duas cartas, a de Lula e a que enviei para ele:

“Querido irmão Mauro Lopes

1. Recebi sua carta datada de 07 de 07 de 2019. Já li e reli sua carta que vou guardar como um documento histórico.

2. Mauro, dê um grande abraço no amigo Pedro Lima Vasconcellos e diga que tenho acompanhado ele, os cursos sempre que o Marcola [assessor de Lula em Curitiba] me manda. Assisti a palestra do Pedro em Olinda, assisti a perseguição do juiz contra Antonio Conselheiro, assisti vc preocupado em encontrar uma explicação para a divergência entre rezar/meditar e exercer um militância exagerada.

3. Mauro, temos que rezar, meditar e militarmos nos movimentos sociais, tudo feito com o objetivo de encontrar motivação e prazer na nossa existência no planeta.  Mauro, sem esquecer que vida só tem sentido se cada ser humano fizer as coisas com Amor, generosidade e muito senso de humanismo. Sem esquecer de cuidar com muito amor da sua família. 

Mauro, o verdadeiro humanista está mais preocupado em doar que em receber; o importante é deitar a cabeça no travesseiro de consciência tranquila, porque fez o bem.

Abraço, Mauro, continuo acompanhando o Paz e Bem”

A carta enviada a Lula em 7 de julho:

“Bertioga, 7 de julho, 2019

Querido presidente Lula,

recebi sua nova menção a mim e ao Paz e Bem numa entrevista aí da prisão em Curitiba com surpresa e emoção.

Sinto que nossa ligação aprofunda-se dia a dia, o que me é motivo de enorme alegria.

Que dizer de sua passagem pela cadeia? É ato de crueldade e cálculo político sem tamanho, com objetivo de afastá-lo do povo brasileiro e da política nacional -da definição do presente-futuro do país. 

As elites reacionárias do país conseguiram aprisioná-lo, humilhá-lo, perpetrar atos de desumanidade sem tamanho. Mas, ao fim e ao cabo, você continua a morar no coração do povo e, mesmo com todas as limitações que o aprisionamento lhe impõe, influir decisivamente na vida política nacional.

Não quero menosprezar o sofrimento pessoal que lhe tem sido imposto -da separação da família e dos amigos à falta de liberdade para as menores atitudes do cotidiano.

Mas, afirmou-me, é visível seu engrandecimento neste tempo desde abril do ano passado.

Sua percepção e conhecimento sobre a história do povo brasileiro e sua jornada de crescente espiritualidade são visíveis, empolgantes.

Creio que, por isso, construiu-se essa bonita identidade sua com o Paz e Bem, com o curso de Canudos e, agora, com o curso que você nos recomendou fazer, o Retalhos da Nossa História.

Espero o momento de nos encontrarmos e nos abraçarmos em afeto e desejo de presente-futuro para nossas famílias e todo o país -e o mundo.

Tudo se encaminha para lançarmos uma nova edição do livro que deu base ao curso de Canudos -se houver condições, gostaríamos muito de ter uma apresentação sua.

Sua imbricação com o tema é maravilhosa. O professor Pedro Lima Vasconcellos fez uma apresentação ‘Lula e a história do Brasil’ no encontro do 247 na sua Pernambuco em 29 de junho que foi o ponto alto da reunião.

Depois de nossas reflexões sobre a relação Lula-Conselheiro e de sua fala nessa entrevista para o Sul 21, o Pedro e eu conversamos e haverá um programa especial sobre Canudos nesta segunda, 8 de julho, no Retalhos da Nossa História.

Pedro está estudando este fim de semana um tema que apenas tangenciamos no curso: sabe qual é a origem da guerra-massacre de Canudos? A perseguição a Antônio Conselheiro por 4 anos, por um juiz local ali do interior da Bahia. A analogia com sua história é incrível. 

Irá ao ar nesta segunda, às 17h, ao vivo.

Bem, paro por aqui deixando minha gratidão e amizade. 

Rezo com você e por você diariamente, como milhões de pessoas de todos os credos -e até ateus e ateias- de todo o Brasil e do mundo.

Espero que possamos nos encontrar em breve. Pode ser em Curitiba, mas prefiro demais que seja em São Bernardo.

Um abraço afetuoso

Paz e Bem

Mauro Lopes”

O programa Paz e Bem desta quinta-feira (18):

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247