China retoma sua dinâmica econômica na frente de outros países, apesar das tensões com os EUA

"Mesmo com a guerra comercial e a crise diplomática com os EUA, exportações da China para aquele país cresceram 20% apenas em agosto", escreve o colunista Roberto Moraes. "A China continua sua recuperação na frente de outras nações no pós pandemia, apesar da escalada das tensões com os EUA"

Xi Jinping, presidente da China
Xi Jinping, presidente da China (Foto: Xinhua)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A China aumentou em 9,5% suas exportações em agosto. O maior aumento em 18 meses, segundo a agência de notícias Reuters. Em julho, as exportações da China já tinham crescido 7,2%, um aumento em parte, como resultado da agilidade para atender à forte demanda por suprimentos médicos e eletrônicos mundo afora.

As exportações da China continuam a desafiar as expectativas e a crescer significativamente mais rápido do que o comércio global onde se vê a ampliação da participação chinesa.

Mesmo com a guerra comercial e a crise diplomática com os EUA, exportações da China para aquele país cresceram 20%, atingindo quase US $ 45 bilhões, apenas em agosto. Em agosto, o superávit comercial da China foi de US $ 58,9 bilhões, ante US $ 62,3 bilhões em julho.

A China parece cada vez mais a área industrial dos EUA que controla a moeda e tenta agora com a guerra tecnológica controlar as patentes e as marcas na disputa entre as plataformas digitais das duas nações.

Estes novos dados foram divulgados hoje pela autoridade alfandegária da China e é mais um sinal de que a economia da China continua sua recuperação na frente de outras nações no pós pandemia, apesar da escalada das tensões com os EUA.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email