Ciro tá morto, babaca

O seu cadáver político, insepulto, segue se arrastando, miseravelmente, assustando a multidão como um fantasma maldito

Ciro tá morto, babaca
Ciro tá morto, babaca (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

que morte horrível a de Ciro Gomes.

o seu cadáver político, insepulto, segue se arrastando, miseravelmente, assustando a multidão como um fantasma maldito.

segundo os necrólogos, sua morte política se deu durante umas "férias" na Europa (onde mais poderia ser?)

o país ardendo em chamas e o homem de Sobral sobrando à sombra fresca da metrópole...

não sei que perfume usava, mas exalava um autêntico cheiro de colônia.

agora, o defunto que fala, caminha por aí, em busca de microfones.

apareceu na Bienal da UNE, tropeçando na própria língua, com um galão de gasolina nas mãos, tentando Nerizar a porra toda.

porém, é frio o fogo que traz nas mãos; arde, mas não queima.

pode um cadáver putrefacto e purulento ressuscitar e assustar os vivos?

perguntam os incautos.

num pode!

a não ser para aqueles que acreditam em fantasmas.

"ouviu a nova babaquice de Ciro Gomes?", pergunta-me um amigo.

ao que eu respondo:

Ciro tá morto, babaca.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Jandira Feghali

O massacre como política

Quem deterá o governador Witzel? Com certeza não será sua humanidade, já que comprovou não lhe restar nenhuma. É preciso transformar nossa indignação em protestos e ações institucionais e políticas...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247