Ciro vice de Lula? O ato final do teatro do PT

"O convite feito pelo PT a Ciro Gomes para se tornar candidato a vice na chapa quimérica de Lula, é o ponto de chegada de toda a estratégia que Lula moveu de Curitiba para destroçar a esquerda, jogar fora tempo de TV e isolar Ciro. Ele não vem, como se poderia esperar de um chamado sincero à unidade, acompanhado de um compromisso público de que, impedido Lula, assumiria Ciro a cabeça de chapa. Não. Esse convite não é um gesto de grandeza, mas mais um gesto de arrogância hegemonista e tentativa de destruição de nossas chances de futuro", diz o colunsita Gustavo Castañon

Ciro vice de Lula? O ato final do teatro do PT
Ciro vice de Lula? O ato final do teatro do PT (Foto: Reuters | Ricardo Stuckert)

O convite feito pelo PT a Ciro Gomes para se tornar candidato a vice na chapa quimérica de Lula, é o ponto de chegada de toda a estratégia que Lula moveu de Curitiba para destroçar a esquerda, jogar fora tempo de TV e isolar Ciro.

Ele não vem, como se poderia esperar de um chamado sincero à unidade, acompanhado de um compromisso público de que, impedido Lula, assumiria Ciro a cabeça de chapa.

Não. Esse convite não é um gesto de grandeza, mas mais um gesto de arrogância hegemonista e tentativa de destruição de nossas chances de futuro.
Ele quer, portanto, como sempre quis, colocar Ciro de joelhos para Lula, debaixo de sua asa, para mostrar quem é que manda na esquerda.

Segue a tese demencial de José Dirceu de que Ciro deve ser vice do Lula e de seu poste, quem quer que ele seja.
Essa tese não tem como objetivo aumentar as chances eleitorais da esquerda ou muito menos o futuro de nosso povo, mas somente a acumulação e demonstração de força por uma burocracia partidária que só pensa em como não morrer na cadeia.

Ciro é o candidato melhor colocado do campo progressista na ausência de Lula, que representa uma possibilidade de ampliação da base de eleitores petistas e está imune a escândalos de corrupção. Ele já é o candidato que tem a preferência de apoio de um terço do eleitorado de Lula, com natural penetração no Nordeste.

Mas não devemos ver o convite a Ciro para que ele jogue fora a única chance do país como uma piada, mas antes como um movimento externo para tentar se desviar da responsabilidade evidente pela destruição da esquerda e do país jogando a falta de unidade nas costas de Ciro e do PDT. É uma pantomima.
Mas Ciro tem responsabilidade com o país, ele sabe que Lula não é candidato, que a delação de Palocci vem aí, que o poste não tem chances no segundo turno, que o PT não está de fato pensando em vencer as eleições, mas só o jogo hegemonista na esquerda.

Peço aos leitores que se façam a pergunta: se Lula é de fato um gênio político, qual seu interesse em ter promovido tamanho desastre na esquerda? Em ter destruído o PSB? Em ter jogado fora 46 segundos de TV aberta por dia? Que acordos estão por trás disso? 

Lula tem pouco mais de 12 horas, 12 horas, para decidir se entrará na história como um gigante como Getúlio e Brizola, capaz de se sacrificar pela nação, ou como um anão que não colocou os interesses de sua pátria e seu povo em primeiro lugar.

Enquanto isso, nossas crianças seguem esquecidas, ignorando seu provável futuro de escravidão e subemprego.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247