Com aval da ONU, Lula ganha no primeiro turno

"Lula não tem como ser derrubado. Não caiu por não ter acesso à imprensa. Não caiu por estar ausente nos debates. Não caiu apesar da ameaça da impugnação. E só tende a crescer com o aval explícito que sua candidatura recebeu do Comitê de Direitos Humanos da ONU", avalia o colunista do 247 Alex Solnik; "A ONU vai ser o grande cabo eleitoral de Lula"

Com aval da ONU, Lula ganha no primeiro turno
Com aval da ONU, Lula ganha no primeiro turno

A pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira, com Lula pontuando 37,3%, Bolsonaro em segundo, com 18,8% e os demais abaixo de 6% permite projetar vitória de Lula no primeiro turno. Ele continua preso, mas o fato parece não influir na escolha do eleitor, que continua o apoiando de forma crescente.

À medida em que sua liderança se cristaliza, a tendência é os eleitores do pelotão de baixo mais identificados com Lula – os de Marina e Ciro - passarem a votar nele para derrotar Bolsonaro já no primeiro turno. O voto útil vai se ampliar quando ele alcançar o patamar de 40%. Não há como, no entanto, os eleitores de Alckmin votarem útil em Bolsonaro em contrapartida. Ao contrário, durante o horário eleitoral Alckmin vai bater em Bolsonaro para valer. Dificilmente ele vai manter sua pontuação. Deverá cair.

Vão tentar derrubar Lula, é claro. Não só o TSE, os adversários também. Bolsonaro já tem os canhões apontados para ele. Chama-o de presidiário. O que só ajuda Lula, porque reforça o discurso da perseguição. A cada ataque a Lula Bolsonaro mostra o seu perfil autoritário, preconceituoso e retrógrado. Quando o ex-capitão bate em alguém, quem perde é ele, não o alvejado.

Lula não tem como ser derrubado. Não caiu por não ter acesso à imprensa. Não caiu por estar ausente nos debates. Não caiu apesar da ameaça da impugnação. E só tende a crescer com o aval explícito que sua candidatura recebeu do Comitê de Direitos Humanos da ONU.

A ONU vai ser o grande cabo eleitoral de Lula.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247