Contaminação por nitratos e por negacionistas

Se a remediação das águas subterrâneas, contaminadas por nitrato pela atividade humana, é complexa e pode custar caro, no campo político do nosso país da jabuticaba, como devemos reagir diante da contaminação por negacionistas?

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alguns compostos químicos presentes nas águas subterrâneas podem denunciar contaminação. Existe, por exemplo, uma variação dos teores de nitratos que não tem relação direta com as características das rochas que compõem os diferentes reservatórios subterrâneos. 

Se os teores de nitratos das águas de poços excedem o limite recomendado, quase sempre delatam que os poços estão contaminados pela atividade humana. Isso acontece pela proximidade de fossas negras ou mesmo de estábulos na zona rural, além da possibilidade de existir contaminação por meio de fertilizantes agrícolas. 

A presença em excesso de nitrato nas águas pode causar, principalmente, duas doenças graves: a metamoglobinemia (também conhecida como a síndrome do bebê azul) e o câncer gástrico. 

O tratamento das águas subterrâneas contaminadas é bastante complexo e uma das formas para se tentar trazê-la mais próxima das condições naturais é através da remediação. A remediação consiste em retirar ou atenuar a concentração do contaminante do solo ou da água subterrânea. Ela é feita com o emprego de diversos métodos de engenharia, para que a concentração seja reduzida a limites pré-determinados na avaliação de risco da saúde humana.

Se a remediação das águas subterrâneas, contaminadas por nitrato pela atividade humana, é complexa e pode custar caro, no campo político do nosso país da jabuticaba, como devemos reagir diante da contaminação por negacionistas? 

Não deve ser por acaso que as denúncias contra militares, milicianos, evangélicos e guardiões, que atuam com desenvoltura debaixo do guarda-chuva da maldade política do governo militar negacionista, comandado pela família Bolsonaro, nunca chegam ao desfecho esperado, uma vez que se canta aos quatro ventos que as instituições estão funcionando.

Aqui, mais uma vez, é bom lembrar as palavras de Guimarães Rosa de que “A água de boa qualidade é como a saúde ou a liberdade: só tem valor quando acaba”. Como parece que não esboçamos reação suficiente para impedir essa contaminação por negacionistas, as armas que dispomos, para dar uma remediada nessa situação, podem ser aquelas a serem usadas nas eleições de 2020, depositando o nosso voto na escolha de prefeitos e de vereadores do campo progressista e democrático.

Ou, em curto prazo, existem outras armas? A pressão popular no Congresso Nacional para levar adiante o processo de impeachment do presidente e a pressão popular para a cassação da chapa presidencial eleita em 2018 pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), não devem ser descartadas como algumas dessas armas, muito embora saibamos do grau de contaminação por negacionistas no campo político, o que dificulta uma ação direta para a concretização de uma dessas duas possibilidades. 

“Ideias não precisam de armas, se elas podem convencer as grandes massas”. (Fidel Castro).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email