Dá para virar

O que está em jogo não é só o aprofundamento da retirada de direitos e a perda da soberania, mas também a nossa própria existência, enquanto movimento popular, pois o capitão já sentenciou que vai "dar um jeito no ativismo social". Leia-se acabar conosco. Queremos Paz, Democracia e Direitos e, não violência, ditadura, preconceito e ódio

Dá para virar
Dá para virar (Foto: Stuckert)

As últimas pesquisas de intenção de votos demonstram que é real a possibilidade de virarmos e ganharmos a eleição no próximo domingo.

Já estamos na frente do Bolsonaro nos segmentos da Juventude , em quem ganha até 2 salários mínimos, ensino superior e no nordeste; empatado no segmento das mulheres e crescendo entre os evangélicos.

Sei que vocês estão militando de forma incansável para evitar uma tragédia de grandes proporções que seria a volta ao governo dos porões da Ditadura por meio do voto.

Por tudo isso, parabenizo por essa jornada. Mas, para impedir esse retrocesso e o perigo que corremos, faço um último apelo para que nos próximos 3 dias redobremos nossa atuação para assegurar a vitória da Paz, Democracia e Direitos.

O que está em jogo não é só o aprofundamento da retirada de direitos e a perda da soberania, mas também a nossa própria existência, enquanto movimento popular, pois o capitão já sentenciou que vai "dar um jeito no ativismo social". Leia-se acabar conosco.

Vamos nos enfiar nas periferias e conversar pessoalmente com as pessoas apresentando nossas propostas e desmentido as notícias falsas do Bolsonaro.

Não podemos deixar de falar com cada um de nossos familiares, amigos e colegas.

Se não der tempo hoje e amanhã, no domingo após o café e antes de sair para votar lembre-se de ligar para aquele parente que ainda não falou e peça o voto. Também mande uma última mensagem no grupo da família.

Queremos Paz, Democracia e Direitos e, não violência, ditadura, preconceito e ódio.

Até a vitória!

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247