“Deputados apoiam Cunha porque, cassado, não poderá ajudá-los em 2016”

(Foto: Alex Solnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Não resisti. Perguntei às pitonisas do Oráculo de Delfos (o mais afamado de todos) o que vai acontecer no Brasil, já que nenhum analista político consegue prever porcaria nenhuma.  

Aqui estão as minhas perguntas e as respostas das semideusas, traduzidas do grego.

Por que Cunha vem adiando a decisão a respeito do pedido de impeachment de Hélio Bicudo com provas de que as “pedaladas fiscais” continuaram em 2015?

Porque ele sabe que pedalada fiscal não é motivo para impeachment, tanto é que ele iria rejeitar o pedido, mas o plenário, por maioria simples, o aprovaria. Dizer que as pedaladas continuaram em 2015 é questionável, pois as contas de 2015 ainda não foram analisadas pelo TCU. Ele adia a decisão porque sabe que terá que rejeitar o pedido, encerrar a temporada de impeachments e dessa forma perder totalmente o apoio da oposição, que só o manterá enquanto Cunha acenar com a tênue esperança de abrir o processo que poderá derrubar a presidente. Proibido pelo STF de seguir seu roteiro ele ficou com a brocha na mão. Para não dizer não de vez ele não diz nem sim nem não. Vai adiar a decisão o mais que puder. Vai ficar para 2016.

Quais são as chances de Cunha ser cassado ainda neste ano?

Nenhuma. O calendário não deixa. O Conselho de Ética poderá até iniciar o trâmite, mas as regras determinam prazos longos para todas as etapas, de maneira que nada pode ter início em menos de dois meses, isso levando em conta que haja determinação do Conselho em cassar Cunha. E não há dois meses pela frente antes da chegada de Papai Noel e aí para tudo.

Por que os deputados resistem em cassar Cunha depois de tantas provas de que ele feriu todos os códigos de ética possíveis?

Porque ele, ao adiar a decisão sobre o impeachment detém o poder de iniciá-lo ou não, e o impeachment é o melhor presente de Natal que a oposição gostaria de ganhar, com vistas às eleições de 2016 e 2018. Seria um verdadeiro maná para a oposição entrar na campanha de 2016 com a presidente ardendo na fogueira. Além disso, ele ajudou a bancar campanhas de muitos deputados e certamente irá ajudá-los nas campanhas a vereador e a prefeito. Se for cassado como é que poderá ajudar? Eles precisam do Cunha livre, leve e solto e vão lutar com unhas e dentes pela sua absolvição. Cunha cassado é prejuízo para eles.

Então em 2015 não haverá nem cassação nem impeachment?

De jeito algum. Papai Noel já está a caminho. Depois vem as férias, o carnaval e as eleições municipais.

E quando os deputados voltarem das férias?

Cunha vai voltar ao jogo do impeachment – abre ou não abre – e a lutar para manter seu mandato tendo como trunfo o financiamento das campanhas de 2016 dos aliados de seus amigos deputados. Todos estarão preocupados com as campanhas municipais. A oposição continuará a desgastar o governo, mas não haverá mais espaço para discutir impeachment. Não sai em 2015 nem em 2016.

E Cunha aguenta até quando? Quando é o deadline?

Quando rejeitar o último pedido de impeachment.   

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email