Desaba o prédio e desaba o Brasil

Brasil de Temer e do PSDB, não se importa mais com os miseráveis e a única coisa que os mais pobres merecem desse desgoverno é o mais absoluto desprezo

São Paulo 01/05/2018 Incendio em prédio de 24 andares no Largo do paissandu em São Paulo. Foto Paulo Pinto/FotosPublicas
São Paulo 01/05/2018 Incendio em prédio de 24 andares no Largo do paissandu em São Paulo. Foto Paulo Pinto/FotosPublicas (Foto: Alexandre Rangel)

O desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida no centro de São Paulo que, aliás, pertence à União e que estava abandonado, e ocupado há mais de 06 anos por aproximadamente 150 famílias ligadas ao MLSM (Movimento de Luta Social por Moradia), é o reflexo do que está acontecendo com o Brasil.

Se lá na realidade local o que imperou foi o descaso das autoridades com o fato de São Paulo possuir milhares de famílias que não tem condições financeiras para pagar suas contas, inclusive o aluguel. E como as políticas públicas para a redução desse grande mal das sociedades capitalistas, principalmente os países da periferia do capital, foram totalmente abandonadas desde que o prefeito engomadinho e marqueteiro assumiu a administração municipal, o incêndio e o desmoronamento do prédio não pode ser tratado como uma surpresa e até mesmo como tragédia anunciada. O que ocorreu em São Paulo não é uma tragédia, é na verdade, o único resultado possível da total falta de política pública para o déficit habitacional e da especulação imobiliária que quer a qualquer custo higienizar aquelas regiões que o mercado financeiro/banqueiro/imobiliário considera de alto nível, com potencial para a obtenção de altíssimos lucros.

O mesmo descaso ocorre no Brasil, só que de maneira ainda mais cruel, porque para o país, o descaso das autoridades torna uma massa muito maior da população em miseráveis que já não tem mais garantidos o seu direito ao trabalho, à saúde, à educação e muito menos à moradia.

A Constituição Federal (CF) de 1988 garante em seus artigos iniciais que todo cidadão brasileiro é igual perante a lei e tem direito de à vida, à propriedade, à liberdade, à segurança, à igualdade. Mas, todos sabem que o golpe rasgou a CF e não está se importando com nenhum desses direitos citados.

Mas a mesma CF tão desrespeitada nos dias de hoje, no que tange à propriedade diz: a propriedade atenderá a sua função social. (art. 5º; inciso xxiii). E qual é a função social da propriedade? Se for uma propriedade rural ela cumpre sua função social quando estiver produzindo alimentos na forma de plantações ou na criação de animais que venham a se tornar alimento para as pessoas. Se for uma propriedade urbana, ela atende sua função social quando entre outras coisas garante o tal direito à propriedade e principalmente o direito à segurança, pois, nada mais básico para a segurança de qualquer ser humano, do que ter um teto sobre a sua cabeça.

Então, se a CF no capítulo II – Dos Direitos Sociais - em seu art. 6º determina que todos os brasileiros tem direito à moradia, possibilita que todos os brasileiros busquem de todas as formas fazer valer esse direito fundamental e social.

Donde se pode deduzir que as ocupações que são tão mal vistas pela elite brasileira, pelos pobres de direita, pelo PIG, pela parcela autoritária e obscura da igreja católica, pela república de Curitiba, pelo judiciário elitista e recebedor de auxílio moradia, enfim, por todos aqueles que não sabem ou fazem de conta não saber o que é não ter um lugar com o mínimo de condições para a vida humana, não podem e não devem ser consideradas como atos promovidos por baderneiros, desocupados, criminosos, drogados.

Mas, o Brasil de Temer e do PSDB, não se importa mais com os miseráveis e a única coisa que os mais pobres merecem desse desgoverno é o mais absoluto desprezo. Como o atual governo brasileiro é resultado de uma ocupação ilegal, já que desde 2016 somos governados por uma quadrilha de ladrões (esses sim bandidos), mas que possuem muito dinheiro advindo de seus atos criminosos que se perpetuam há anos, e que por isso mesmo tem o seu direito à propriedade e à moradia mais do que garantidos pelo sangue e sacrifício daqueles que viram suas vidas desmoronarem juntamente com o prédio do Largo do Paissandu.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247