Dias históricos

A apenas dois dias do registro da candidatura do Luiz Inácio Lula da Silva como candidato à presidência da república, a ONU, se pronuncia em defesa de sua candidatura. Parece que enfim estamos nos desvencilhando dos tentáculos desse golpe. Como em outros casos como de Gandhi e Mandela, também tiveram apoio internacional

Dias históricos
Dias históricos (Foto: Ueslei Marcelino - Reuters)

A apenas dois dias do registro da candidatura do Luiz Inácio Lula da Silva como candidato à presidência da república, a ONU, se pronuncia em defesa de sua candidatura. Parece que enfim estamos nos desvencilhando dos tentáculos desse golpe. Como em outros casos como de Gandhi e Mandela, também tiveram apoio internacional.

Estamos vivendo um período histórico único. De defesa de um grande líder em defesa dos direitos humanos e humanitários. Quando surge um líder assim a luta nunca é fácil, porém nunca é em vão. Lula está indicado para ganhar o premio Nobel da paz. Muitos desse tempo em que estamos vivendo não conseguem enxergar sua dimensão político social.

Tantos foram enganados por esse golpe. Ludibriados pelas mentiras da Lava-jato. Pelos políticos entreguistas ao comando estadunidense. Pelos juristas em defesa dos interesses de uma parca elite também entreguista. No meio desse caldo, sórdido de manipulações e esquemas ilegais de controle do Estado, a população liga a rede Globo para se informar.

Tanta coisa para mudar. A democratização das mídias. Esse congresso. Os abusos do judiciário. Mas agora sabemos que estamos a caminho. A caminho de retomar nossas indústrias. De retomar tudo o que é nosso e foi tirado com esse golpe. Retomar a educação e saúde acabando com esse absurdo limite de gastos imposto pelo governo golpista. E o que virá?

Acredito que depois de eleito Lula, e retomado seu governo depois de retomar tudo que nos foi tirado. Uma verdadeira limpeza contra o golpe, não sabemos como reagirá a elite golpista. Mas terá que se sujeitar ao seu lugar. Mesmo porque ela nunca foi combatida, muito pelo contrário, sempre foi muito bem beneficiada pelos governos Lula/Dilma.

O fato, é que com o presidente tendo passado por uma prisão política, não sabemos como isso o terá influenciado em futuras decisões em relação ao status quo brasileiro. Seu perfil de grande negociador, independente da posição política de quem, é inegável. Mas esperamos que faça algumas mudanças para nos precavermos contra outros golpes como esse.

Agora, que voltamos ao jogo, é o momento de muito discutirmos a respeito da direção que tomaremos em relação a esse golpe. E, Lula, saberá por medidas democratizantes que impeçam contra o entreguismo e o fascismo no Brasil. A caminho do desenvolvimentismo aliado aos direitos humanos e humanitários.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247