Dirceu e as memórias de um resistente

A força de um pai bombardeado por uma elite que não aceita a ascensão dos mais pobres permite que ele transmita, através de suas palavras, a perseguição implacável da grande mídia focada em destruir a história do PT

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Estou lendo - e praticamente não consigo parar - o livro "Zé Dirceu - Memórias Volume I". Além de falar sobre a sua extraordinária, o Zé nos permite viajar nas páginas para entender a história, dentro e fora do Brasil, e entender como o nosso país precisa de formação, educação política e de movimentos sociais que promovam uma sociedade menos desigual.

Tive o privilégio de ir no encontro do Zé com os blogueiros no Barão de Itararé, sendo a única candidata a deputada estadual no evento, mesmo com a minha agenda muito corrida. Fiz questão de ir. Falei com ele e nos transmitiu palavras de força e de sabedoria contra o movimento golpista que virou esse país de cabeça pra baixo e que podem tornar essa eleição uma completa fraude. Falo com muita frequência com seu filho Zeca e tenho enorme solidariedade e carinho pela história da família.

Zé Dirceu escreveu esse livro na dura prisão política que veio depois dos golpes da direita para tentar criminalizar a esquerda via imprensa e opinião público.

Corajoso, tomou a decisão de registrar tudo para que sua pequena filha Maria Antônia não tenha uma visão distorcida sobre o próprio pai.

A força de um pai bombardeado por uma elite que não aceita a ascensão dos mais pobres permite que ele transmita, através de suas palavras, a perseguição implacável da grande mídia focada em destruir a história do PT. Focada em deturpar as conquistas de um governo que tirou quase 40 milhões de pessoas da linha da pobreza.

Muitos não teriam a fibra que o Zé teve.

Muitos provavelmente teriam renegado o seu passado, esquecido a importância de se combater o bom combate e permitido que os nossos filhos não soubessem a verdade.

Este não é Zé Dirceu, que é um resistente.

Um homem que combate pela verdade.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247