Eduardo Cunha, a chantagem, o golpe e o desastre

Eduardo Cunha, em carta escrita diretamente da prisão, disse, com todas as letras, que o parecer do impeachment foi submetido, antes de ser protocolado de maneira oficial, a ninguém mais ninguém menos do que Michel Temer

Temer Cunha
Temer Cunha (Foto: Luiz Caetano)

Nesta semana, relembramos, com profunda tristeza, o golpe de 2016, que afastou a presidenta Dilma Rousseff e que segunda-feira completou um ano. Há um ano, nós estávamos, no Plenário da Câmara dos Deputados, debatendo, discursando, explicando e tentando mostrar que o impeachment, na verdade, era um golpe comandado por Eduardo Cunha, Michel Temer, Aécio Neves, o DEM e outros partidos. Nós tentávamos explicar que não havia – e continua não havendo – crime cometido pela presidenta Dilma; que ela era – e continua sendo – uma mulher honesta; que as tais pedaladas fiscais nunca configuraram crime de responsabilidade. Há um ano, no Plenário da Câmara dos Deputados, nós tentávamos explicar que aquele impeachment era oriundo de uma chantagem de Eduardo Cunha ao PT e, por isso, era um golpe. Isso já faz um ano!

Eis que, no último sábado, o presidente ilegítimo e golpista, Michel Temer, confessou o golpe. Em um programa na TV Bandeirantes, Temer admitiu que o impeachment só foi aceito quando o PT deu os seus três votos contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética. "Que coisa curiosa! Se o PT tivesse votado nele naquele Comitê de Ética, seria muito provável que a senhora presidente continuasse", disse, tranquilamente, Michel Temer. Ou seja, às vésperas do aniversário do golpe, Michel Temer confessou, ao vivo, que a presidenta Dilma caiu porque o PT não cedeu às chantagens de Eduardo Cunha! Isso é um escândalo! É um absurdo! É uma vergonha! Mas, não para por aí! Eduardo Cunha, em carta escrita diretamente da prisão, disse, com todas as letras, que o parecer do impeachment foi submetido, antes de ser protocolado de maneira oficial, a ninguém mais ninguém menos do que Michel Temer. Ora! Cunha e Temer, como dois comparsas que são, articularam esse golpe milimetricamente. Temer leu – e aprovou – o parecer que Cunha o apresentou. Foi um golpe baixo, covarde e descarado!

Um ano se passou, e algumas perguntas são pertinentes: o país melhorou? A economia melhorou? A pobreza diminuiu? O desemprego diminuiu? Não! É claro que não! Esse golpe, além de atingir a democracia e a presidenta Dilma, atingiu em cheio a classe trabalhadora deste país. Em um ano, o governo ilegítimo e golpista aprovou a PEC da Morte (que congela os investimentos em saúde, educação e segurança, por exemplo, por 20 anos), a Terceirização geral do trabalho, acabou com a Farmácia Popular (que distribuía gratuitamente remédios às pessoas mais pobres), acabou com o Ciência Sem Fronteira (que levou mais de 100 mil jovens para estudar nas melhores universidades do mundo), diminuiu investimentos do Bolsa Família e do Minha Casa, Minha Vida, entre outras barbaridades. Agora, o governo ilegítimo e golpista quer acabar com a aposentadoria dos brasileiros e brasileiras, aprovando uma Reforma da Previdência que é um verdadeiro desmonte. E, não satisfeito com a Terceirização, quer enfiar goela abaixo uma Reforma Trabalhista que rasga a carteira de trabalha e acaba com todos os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras do nosso país.

Portanto, esse golpe foi uma tragédia para o Brasil. Foi um desastre! Tudo piorou! Nada melhorou! E querem fazer ainda mais maldade. O golpe, porém, ainda não está completo. Eles querem, agora, tirar Lula da jogada em 2018. Querem inviabilizar a candidatura de Lula, pois sabem que se deixarem o povo decidir, o povo bota Lula na presidência novamente! Isso seria, para os golpistas, uma tremenda derrota, pois eles ainda têm muita conta do golpe para pagar – e muito direito de trabalhador para tirar.

A única saída para o Brasil, é eleger um presidente de maneira democrática; um presidente que tenha legitimidade e que seja escolhido através do voto popular. A única saída para o Brasil, é Lula presidente. Ou é Lula, ou é a direita fascista e golpista.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247