Em meio ao mimimi, 20 convocações inadiáveis

Quanto ao Ronaldo Caiado e sua celebrada estultice e agora luminosa iniciativa de convocar Pepe Mujica a depor, temos algumas outras ideias igualmente geniais de pessoas que precisam ser imediatamente convocadas

Quanto ao Ronaldo Caiado e sua celebrada estultice e agora luminosa iniciativa de convocar Pepe Mujica a depor, temos algumas outras ideias igualmente geniais de pessoas que precisam ser imediatamente convocadas
Quanto ao Ronaldo Caiado e sua celebrada estultice e agora luminosa iniciativa de convocar Pepe Mujica a depor, temos algumas outras ideias igualmente geniais de pessoas que precisam ser imediatamente convocadas (Foto: Daniel Quoist)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A cena política-midiática é incansável em oferecer farto material a desmerecer a seriedade que deveria, em tese, robustecer tanto a política quanto a mídia.

A não-notícia da última semana foi a suposta confissão de Pepe Mujica de que Lula da Silva supostamente lhe teria confidenciado que sabia de tudo sobre o Mensalão. Recebida com pompa e circunstância pelo jornal O Globo, alardeada por minotauros que se revezam entre os ofícios de colunistas e calunistas em publicações das organizações Globo e das empresas do grupo Abril, ao fim, mostrou-se exatamente o que era: embuste, barriga, factóide, fake.

Começou que no mesmo dia 8 de maio o portal G1, também do inefável O Globo, desmentiu o pretenso furo: um dos autores afirmava que Lula não se referira ao mensalão em sua pretensa conversa com Mujica e depois, o próprio Mujica, viria a público deitar falação que tal conversa jamais existira e mais "que nunca tratamos de mensalão em nossas muitas conversas" e ainda mais que "em meus 80 anos posso afirmar com certeza que o presidente Lula foi o melhor presidente da história do Brasil".

Mesmo distorcida e desmentida de forma cabal e enfática a história contada no livro sobre o ex-presidente uruguaio José Pepe Mujica corretamente intitulado "Uma ovelha negra no Poder" ainda rendeu mais besteirol:

O senador goiano Ronaldo Caiado alardeou que iria propor ao Senado a convocação do Mujica para testemunhar sobre "episódio de tamanha gravidade", episódio que "desmascarava a farsa de que Lula nada sabia sobre as maracutaias do Mensalão".

O jornalista de Veja, o igualmente inefável Reinaldo Azevedo resolveu revelar sua imensa ignorância sobre geografia básica, história idem: "O ex-presidente do Paraguai José Pepe Mujica..." começava ele em um de seus mais hilários tuítes na famosa rede social do passarinho desinformado.

Depois o mundo pareceu vir abaixo: Dilma e Lula foram prestigiar o casamento do seu cardiologista, o médico Roberto Kalil, com a endocrinologista Claudia Cozer, realizado no bairro do Itaim Bibi, São Paulo, na noite de sábado, 9 de maio. A grande imprensa, fã ardorosa que é de panelaços, deitou falação sobre a existência de menos de duas dúzias de manifestantes que fizeram soar as panelas próximo ao Leopolldo, salão de festa onde foi festejado o infausto casamento.

Infausto porque reuniu gatos, lebres, cabeludos, carecas, prefeito, governador, ex-presidenciáveis, apaixonados por um terceiro turno presidencial, cobras e lagartos. Estiveram presentes além de Dilma, Lula e Marisa Letícia, Alckmin, Serra, Aécio, Maluf, Johnny Saad, a dupla CC (Cunha e Calheiros) e até uma animada Rebeca Noblat que fez questão de fazer um(a) selfie com Dilma, amplamente depois difundida por seu marido blogueiro Ricardo Noblat.

Duplamente infausto porque mesmo blogueiros corretamente alcunhados progressistas e pejorativamente referidos como sujos partiram para cima de Lula e Dilma na base do mais descarado e ridículo trololó: "Dilma e Lula não tinham nada que ir a casamentos opulentos como esse do médico Roberto Kalil" que isso é fazer pouco caso, zombar da "massa de trabalhadores que tem de se virar para pagar aumento de luz, gasolina, alimentos".

Outros mais afoitos, com aquela estultice bem pouco associada ao Oráculo de Delfos se deram a falar sobre signos, símbolos, referente, referido, significado, significante... e que Ferdinand de Saussure nos acuda!

Mais mimimi impossível.

Então nem Dilma nem Lula podem mais ter vida social?

Só poderão ir a casamento de nubentes que sejam "novos ricos", desses que formam agora a chamada Classe C?

E que tal chamar de ingratidão - e mesmo grosseria - se Dilma e Lula se recusassem a ser padrinho e madrinha de casamento justo do médico que os tratou (e trata) ao longo de muitos anos para se livrarem de doença tão inefável quanto o câncer?

Puro mimimi, só que agora visto do lado de cá, longe das plumagens empinadas de tucanos com seu falso moralismo e sua vetusta hipocrisia moral, social e política, mas ainda assim, mi-mi-mi.

Quanto ao Ronaldo Caiado e sua celebrada estultice e agora luminosa iniciativa de convocar Pepe Mujica a depor, temos algumas outras ideias igualmente geniais de pessoas que precisam ser imediatamente convocadas para depor:

1. Convocar o contraventor Carlinhos Cachoeira para tirar a limpo essa história de que tenha lhe ajudado em campanhas eleitorais passadas

2. Convocar Demóstenes Torres para apresentar diante do Senado e da imprensa em geral as provas que diz ter contra ele e sua indissociável honorabilidade

3. Convocar Aécio Neves para explicar diversos assuntos nebulosos: o aeroporto de Claudio, o uso de aeronaves do governo de Minas Gerais em período em que já não era mais governador daquele Estado e mais seus planos para a realização de um terceiro turno que possa desalojar Dilma Rousseff do Palácio do Planalto

4. Convocar Fernando Gouveia, responsável pelo blog O Implicante, especializado em falar mal do PT e da presidenta Dilma, para explicar e mostrar as notas fiscais atestando que ganhou R$ 70 mil por mês do governo de São Paulo, desde outubro do ano passado até hoje para fazer o trabalho sujo que os tucanos consideram ser prática exclusiva do Partido dos Trabalhadores

5. Convocar o ex-diretor da área de informática da Câmara dos Deputados Luiz Antônio Souza da Eira para provar que os requerimentos que comprometem Eduardo Cunha na operação Lava Jato são de autoria do todo poderoso presidente da Câmara Federal

6. Convocar o ex-senador Zezé Perrela para passar a limpo toda essa história que envolveu helicóptero de sua propriedade e carga de meia tonelada de cocaína em meados de 2014

7. Convocar o primeiro vice-presidente do PSDB-RJ e ex-tesoureiro de José Serra e FHC Marcio Fortes para explicar porque mantinha contas sigilosas no HSBC da Suíça entre 2006 e 2007

8. Convocar os deputados Alberto Fraga, Roberto Freire e Jandira Feghali para darem suas versões sobre cenas explicitas de machismo e violência contra a mulher durante recente sessão da Câmara dos Deputados que votou medidas do Ajuste Fiscal de Joaquim Levy

9. Convocar o ex-presidente do Conselho Nacional de Justiça Gilson Dipp para explicar porque considera "imprestáveis" as delações premiadas do doleiro Alberto Yousseff no âmbito da operação do juiz Sérgio Moro

10. Convocar o ativista dublé de filósofo-mirim Kim Kataguiri para explicar porque enviou ao Diário do Centro do Mundo uma selfie de seu derrière em resposta a perguntas sobre sua marcha sobre Brasília a acontecer em poucas semanas

11. Convocar o comentarista Carlos Alberto Sardenberg a explicar porque considera que Lula andou fazendo lobby em favor de empresas brasileiras no exterior

12. Convocar o blogueiro Rodrigo Grassi, também conhecido como Rodrigo Pilha, para explicar o que fez com o senador Aloysio Nunes para que este, há exatamente um ano (7/5/2014) o chamasse de 'filho da puta' nos corredores do Senado

13. Convocar o ex-ministro Cid Gomes para dar os nomes dos cerca de 400 achacadores que segundo diz proliferam na Câmara dos Deputados

14. Convocar a bancada do Democratas que recentemente traiu o partido votando pela aprovação do Ajuste Fiscal de Joaquim Levy

15. Convocar o ex-presidente do PSB Roberto Amaral para analisar a decadência de seu ex-partido PSB que tomou o atalho da direita no espectro político nacional

16. Convocar a cunhada do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, Marice Correa de Lima para explicar de uma vez por todas se era ela ou sua irmã que foi flagrada nas câmaras de vigilância do Banco Itaú, suspeita de integrar o esquema da operação Lava Jato do juiz Sérgio Moro

17. Convocar o ex-funcionário da Petrobras Nestor Cerveró para explicar os reais motivos porque se encontra preso em carceragem no Paraná a mando do juiz Sérgio Moro e por mais de cinco meses

18. Convocar o juiz Sérgio Moro a colocar em pratos limpos suas decisões no âmbito da operação Lava Jato que cerceiam a liberdade e o levam a investigar tão somente pessoas que sejam ligadas de forma direta ou indireta ao Partido dos Trabalhadores

19. Convocar o empresário Ricardo Semler a explicar melhor sua teoria dando conta que a corrupção no Brasil é bem anterior ao ano de 2003

E, então, o que acharam? Recomendam outras convocações?

20. Convocar o ex-presidente Lula para explicar porque considera lixo as revistas semanais Veja e Época

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247