Encontrei Jesus!

Tava com saudade do verdadeiro Jesus. Aquele Jesus que protege mulheres do apedrejamento e luta pelos pobres dividindo o pão no estilo Luís Inácio, esse é o Jesus que tanto me fazia falta

(Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fazia muito tempo, que eu tinha a impressão que os falsos profetas sequestraram a figura de Jesus Cristo e estavam pedindo o resgate (dízimo) a cada culto. 

Tava com saudade do verdadeiro Jesus. Aquele Jesus que protege mulheres do apedrejamento e luta pelos pobres dividindo o pão no estilo Luís Inácio, esse é o Jesus que tanto me fazia falta. 

E ontem, ele estava lá, na Marquês de Sapucaí. Vi Jesus dançando passinho e tirando selfie felizão na comissão de frente, e quando menos espera, lá vem a PM pra estragar o rolê dando um baculejo nos seus 12 parças na perifa. 

Sabe como é… Jesus é negro, pobre e periférico. Alvo predileto da PM! Fico até na dúvida se Jesus chegaria até os 33 anos nos dias de hoje. Já pensaram nisso? 

Jesus, enfrentando os falsos profetas que hoje são ligados às milícias… Dizendo: "Favela pega a visão, não existe messias de arma na mão." Seria enquadrado na lei de segurança nacional certamente. 

E isso, seria o mínimo! Não duraria muito! Nós sabemos o quê acontece com quem "nasce de peito aberto e punho cerrado". 

A Mangueira evangelizou. "Eu sou a estação primeira de Nazaré, rosto negro, sangue índio, corpo de mulher.” 

A pastora ( Rainha de Bateria ) Evelyn Bastos, evangelizou. “Jesus pode ser de todos os gêneros. E se fossemos ensinados desde criança que Jesus também poderia ser uma mulher, será que o Brasil estaria no topo do feminicídio?"

Eu encontrei Jesus, e ele não prega ódio, não tem olhos azuis e não discrimina pessoas por sua opção sexual. Se vcs quiserem encontrar, é só ir na estação primeira de MANGUEIRA, escola de samba e escola do amor!

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247