Encontro do Papa com Lula e as manifestações de Roma e Paris celebram reconhecimento internacional ao ex-presidente brasileiro

O encontro desta quinta-feira é o pontapé inicial de uma grande jornada internacional do ex-presidente em nome da resistência e superação da humanidade com políticas públicas inclusivas

Lula e o Papa Francisco
Lula e o Papa Francisco (Foto: Brasil247 | Divulgação)

Quinta-feira, 13, para ficar na história política global diante da esperada audiência do Papa Francisco ao ex-presidente Lula pelo saldo de sua luta reconhecida internacionalmente pela redução da miséria e por adoção de politicas humanistas sem igual nas Américas, a partir do Brasil.

Diferentemente do que pensam e agem as forças conservadoras do País, o mundo em escala global convive com outra leitura e posicionamento em torno da história recente quando Lula foi preso e proibido de disputar as ultimas eleições presidenciais por complô internacional operado por brasileiros da Justiça, MPF e Midia.

DEPOIS DO OSCAR

Lula chegou em Roma dias depois de o filme "Democracia em Vertigem" ter escancarado o golpe político no Brasil em 2016 com impeachment fabricado de Dilma Rousseff na entrega do Prêmio do OSCAR, em Los Angeles.

MUITO ALÉM DA AMAZONIA

Lula se encontra com o Papa no mesmo dia em que o líder da Igreja Católica apresenta ao mundo um libelo condenando o desmatamento desenfreado na Amazônia pelo Governo Bolsonaro para atingir população indígena em nome da exploração mineral.

Mas Lula e o Papa cumprem papel humanista mais consistente diante do crescimento no Ocidente da igreja neopentecostal com procedimentos devastadores, por isso o encontro desta quinta-feira é o pontapé inicial de uma grande jornada internacional do ex-presidente em nome da resistência e superação da humanidade com políticas públicas inclusivas.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247