Eram os deuses astronautas idiotas?

Segundo pesquisas do Extraterrestres Anônimos (ETA), a vida extraterrestre pode ter estupidezes que vão muito além de nossos sonhos mais febris. Tudo o que já se pensou sobre entes galáticos, até mesmo a inépcia de um Alf, o E.Teimoso ou a excrescência intelectual de um Chewbacca, não chegam nem perto do grau de jumentice presente em outros sistemas solares

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Muitas das teorias sobre a idiotice são baseadas na observação de características visíveis no mundo em que vivemos.

No entanto, alguns cientistas já defendem: há poucas evidências de que, por exemplo, a máscara de queixo esteja presente em outros planetas. A rudeza dos alienígenas seria ainda bem pior e de um ignorantismo assustador.

“Não podemos imaginar outras formas de vida, fora da Terra, simplesmente olhando para as asnidades que as pessoas daqui cometem”, defende Mike O. B. Tuso. Ele é o atual presidente dos Extraterrestres Anônimos (ETA) uma organização científica que tenta descobrir sinais de cretinismo fora do nosso planeta. “É preciso que a busca pela origem da estupidez universal seja centrada em novos pilares. As possibilidades são infinitas e nossa imaginação é insuficiente”. Como exemplo, o professor Mike menciona que talvez um dia encontremos seres tapados o suficiente para não usar máscaras em suas guelras durante uma pandemia. Mas no dorso, saboneteiras e até nas nádegas. “Se é que E.T. tem bunda”, lembra O.B.Tuso.

Segundo as mais recentes pesquisas do ETA, a vida extraterrestre pode ter estupidezes que vão muito além de nossos sonhos mais febris. Tudo o que já se pensou sobre entes galáticos, até mesmo a inépcia de um Alf, o E.Teimoso ou a excrescência intelectual de um Chewbacca, não chegam nem perto do grau de jumentice presente em outros sistemas solares.

“Primeiro pensamos que éramos o centro da tontice universal. Depois dissemos: tudo bem, podemos não ser o centro, mas somos a espécie mais atoleimada do Sistema inteiro — e devemos ser o modelo para os outros lugares.” – sustenta o professor O.B.Tuso. Entretanto, o novo conceito que se impõe agora rebaixa essas pretensões humanas e defende que talvez nossa burrice seja apenas uma no meio de um gigantesco grupo de formas de estultice.

“Vemos a mídia criticando aqueles que agora colocam suas máscaras no queixo, mas há relatos, ainda sendo estudados por nossa equipe de estudiosos, que vão contrariar muita gente”. Quem garante é o diretor-geral da Stupid Space Studies (SSS), professor-doutor Will Fool.

Fool lança mão de uma imagem para ilustrar sua incrível afirmação: “pensem numa ameba usando durante uma epidemia, não uma máscara no queixo, mas um sugador daquele ar infectado na boca. Mais: pregando negacionismo e racismo contra todos os seres unicelulares de seu ecossistema.

Essa micro forma de vida é considerada a mais genial de um dos universos que estamos analisando”. 

Mais limitado que ela, segundo o diretor da SSS, só mesmo um tipo de jacaré, de Alpha Centauri, que se alimenta de vacinas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email