Eu queria ver FHC visitar Lula no Natal

"Hoje que estamos às portas de alguma coisa que não sabemos o que é, mas que se parece com ditadura, embora haja um presidente eleito, uma ditadura com outra cara, acho imprescindível que os dois ex-presidentes se reaproximem. E a única forma disso acontecer seria Fernando Henrique visitar Lula. Ex-presidente visita ex-presidente. Poderia ser logo mais, no Natal. Natal não é para isso?", avalia o jornalista Alex Solnik; "O que eu acho é que Lula e Fernando Henrique são os dois mais importantes líderes da Nova República e têm que se dar as mãos em sua defesa"

Eu queria ver FHC visitar Lula no Natal
Eu queria ver FHC visitar Lula no Natal

Eu tenho uma certa nostalgia dos tempos em que Fernando Henrique e Lula estavam do mesmo lado. No mesmo palanque. Era bonito de ver. Fernando Henrique mais refinado; Lula mais barbudo. Fernando Henrique cool, Lula inflamado. Não concordavam em tudo. Discordavam mais que concordavam. Não importa. Um intelectual e um operário juntos contra a ditadura. Juntos, eram fortes. E construíram dois grandes partidos. E trilharam caminhos diferentes.

Hoje que estamos às portas de alguma coisa que não sabemos o que é, mas que se parece com ditadura, embora haja um presidente eleito, uma ditadura com outra cara, acho imprescindível que os dois ex-presidentes se reaproximem.

E a única forma disso acontecer seria Fernando Henrique visitar Lula. Ex-presidente visita ex-presidente.

Poderia ser logo mais, no Natal. Natal não é para isso?

Eles e seus partidos não podem continuar brigados enquanto a extrema-direita avança.

O francês Bérnard-Henri Levy – guru de 68 - disse ao El País uma coisa sobre a qual vale a pena refletir. Que Bolsonaro derrotou não só a esquerda, mas também a "direita limpa". "Ele a devorou. Hoje ela está fora do jogo".

Isso pode explicar a aversão de Bolsonaro a João Dória. Dória é essa "direita limpa" que ele abomina. Dória vai tentar colocar o PSDB no colo de Bolsonaro, mas ninguém sabe se Bolsonaro vai querer. Provavelmente não.

Eu sei que está difícil até mesmo a chamada centro-esquerda se unir, porque Ciro Gomes teima em excluir o PT, mas o fato é que o avanço das pautas de extrema-direita só poderá ser barrado com uma união mais ampla e não dá para excluir dessa união mais ampla o PSDB ou parte do PSDB.

O que eu acho é que Lula e Fernando Henrique são os dois mais importantes líderes da Nova República e têm que se dar as mãos em sua defesa.

Inscreva-se na TV 247 e assista ao vídeo:

Conheça a TV 247

Mais de Blog

blog

Queimar para entregar

"Esse governo foi eleito para rifar o Brasil até a sua última gota de riqueza. Bolsonaro vai deixar queimar a Amazônia e de brinde destruirá o agronegócio do Brasil que sofrerá pesados embargos...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247