Falta pouco!

De certa forma o mito foi sendo desmascarado e boa parte da sociedade se envergonhou do voto que deu

www.brasil247.com -
(Foto: Ricardo Stuckert)


De um tempo pra cá troquei o "Xô Atraso" pelo "Falta Pouco". O primeiro teve o seu momento e o seu significado. Mostrar de forma continuada a desgraça que foi 2018 e a necessidade de se barrar tamanho retrocesso. De certa forma o mito foi sendo desmascarado e boa parte da sociedade se envergonhou do voto que deu. Tanto assim que Bolsonaro já perdeu mais de 10 milhões de votos (8 milhões só em São Paulo) e sua rejeição só cresce.

Quanto ao "Falta Pouco" é uma mensagem de otimismo com base na realidade. No primeiro turno da eleição passada (2018), com facada, Lula preso e robôs espalhando notícias falsas pelas redes sociais, o capitão Jair ultrapassou com folga a barreira dos 40% dos votos. Agora com toda a máquina ao seu dispor, orçamento secreto e sigilo de 100 anos para protegê-lo de eventuais irregularidades, não consegue decolar. Ele sabe que os votos perdidos migraram e não voltam mais. 

Portanto, a hora é agora. A vitória no primeiro turno nunca esteve tão próxima. Os eleitores que faltaram para Haddad em 2022 já estão com Lula. Além do mais, 6 milhões de jovens que completaram 16 anos nesse período e tiraram o título também. Os três últimos atos públicos da campanha de LULA, lotaram! Sexta em Porto Alegre, sábado em Curitiba e domingo em Florianópolis. Em 2018 nos três estados a vitória do que passou a se chamar "bolsonarismo" foi incontestável. Em Santa Catarina, por exemplo, o capitão Jair era idolatrado - mesmo sem ter feito nenhuma grande obra por aqui. Quando vinha era para passar férias, andar de moto e jet ski.  Na sua última visita se engasgou com um camarão grado e foi parar no hospital. Seu médico que estava nas Bahamas veio atendê-lo. (*)

Por isso venho insistindo no "Falta Pouco". A vitória no Primeiro Turno distensiona o clima. Ajuda a sociedade se pacificar e olhar para o futuro. Lula sabe da importância do reencontro, país dividido não prospera. Ele já anunciou que não irá buscar uma reeleição e tem clareza do que precisa ser feito. Sua cabeça é um formigamento de ideias que só pessoas que conhecem bem o Brasil, sua complexidade e diversidade, conseguem ter.

(*) Só por curiosidade: você conhece alguém que não votou no Bolsonaro em 2018 e agora vai votar? A resposta é a definição da eleição. 

PS - Nas últimas três semanas estive fora do país e das notícias. Quando cheguei a primeira coisa que vi, infelizmente, foi o presidente falando no dia que o Brasil celebrava o Bi Centenário da sua Independência, sobre seu desempenho sexual. Não resisti: registrei no blog "O Imbrochável". A repercussão foi grande. Na Rede Linkedln, por ser a maior rede social do mundo, a avaliação foi muito positiva. O comentário sobre esse episódio bronco e primitivo sobre o ocorrido dia 7, circulou livremente na rede sem nenhum ataque da tropa de choque do capitão. Jogaram a toalha. FALTA POUCO!

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email