Gilmar salvou Temer; Temer vai salvar Gilmar

"Podemos dar de barato que Gilmar Mendes será o primeiro ministro do STF a deixar o cargo por impeachment?", questiona o colunista Alex Solnik ao comentar sobre a concessão, pelo ministro do STF, de dois habeas corpus ao empresário preso Jacob Barata, com quem tem laços de proximidade; "Não, não podemos. A constituição também diz, no Art. 377 que “compete privativamente ao Senado  processar e julgar os Ministros do Supremo Tribunal Federal” e seu impeachment tem que ser aprovado por 3/5 dos senadores. Os senadores não são malucos de demitir um ministro do STF cuja especialidade é conceder habeas-corpus para as pessoas em dificuldades na Justiça, tal como a maioria deles, e que já deu provas do que é capaz e é, além disso, um aliado fiel de Temer, que tem maioria no Senado", diz Solnik

"Podemos dar de barato que Gilmar Mendes será o primeiro ministro do STF a deixar o cargo por impeachment?", questiona o colunista Alex Solnik ao comentar sobre a concessão, pelo ministro do STF, de dois habeas corpus ao empresário preso Jacob Barata, com quem tem laços de proximidade; "Não, não podemos. A constituição também diz, no Art. 377 que “compete privativamente ao Senado  processar e julgar os Ministros do Supremo Tribunal Federal” e seu impeachment tem que ser aprovado por 3/5 dos senadores. Os senadores não são malucos de demitir um ministro do STF cuja especialidade é conceder habeas-corpus para as pessoas em dificuldades na Justiça, tal como a maioria deles, e que já deu provas do que é capaz e é, além disso, um aliado fiel de Temer, que tem maioria no Senado", diz Solnik
"Podemos dar de barato que Gilmar Mendes será o primeiro ministro do STF a deixar o cargo por impeachment?", questiona o colunista Alex Solnik ao comentar sobre a concessão, pelo ministro do STF, de dois habeas corpus ao empresário preso Jacob Barata, com quem tem laços de proximidade; "Não, não podemos. A constituição também diz, no Art. 377 que “compete privativamente ao Senado  processar e julgar os Ministros do Supremo Tribunal Federal” e seu impeachment tem que ser aprovado por 3/5 dos senadores. Os senadores não são malucos de demitir um ministro do STF cuja especialidade é conceder habeas-corpus para as pessoas em dificuldades na Justiça, tal como a maioria deles, e que já deu provas do que é capaz e é, além disso, um aliado fiel de Temer, que tem maioria no Senado", diz Solnik (Foto: Alex Solnik)

   Não há dúvida que ao conceder dois habeas-corpus ao empresário preso Jacob Barata o ministro Gilmar Mendes feriu o Art. 39. da Constituição que lista, dentre os crimes de responsabilidade dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, sujeitando-os a impeachment “proferir julgamento, quando, por lei, seja suspeito na causa”.

   Ele tem vários laços com Barata. Foi padrinho do casamento de sua filha. A mulher de Gilmar advoga no escritório que defende Barata.

   Podemos, então, dar de barato que Gilmar Mendes será o primeiro ministro do STF a deixar o cargo por impeachment?

   Não, não podemos. A constituição também diz, no Art. 377 que “compete privativamente ao Senado  processar e julgar os Ministros do Supremo Tribunal Federal” e seu impeachment tem que ser aprovado por 3/5 dos senadores.

   Os senadores não são malucos de demitir um ministro do STF cuja especialidade é conceder habeas-corpus para as pessoas em dificuldades na Justiça, tal como a maioria deles, e que já deu provas do que é capaz e é, além disso, um aliado fiel de Temer, que tem maioria no Senado.

   Gilmar salvou Temer; Temer vai salvar Gilmar.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247