Governadores do Nordeste pautam as políticas corretas para o País, mantêm vanguarda e servem de contraponto a Bolsonaro

A decisão dos governadores do Nordeste, à unanimidade, de apontar caminhos de futuro para a região de forma conjunta, quer na criação de Consórcio para baratear custos, quer no debate sobre a Reforma da Previdência, Armamento e politicas sociais acabou se caracterizando em posição segura para o País como contraponto inteligente ao Governo Bolsonaro

Governadores do Nordeste pautam as políticas corretas para o País, mantêm vanguarda e servem de contraponto a Bolsonaro
Governadores do Nordeste pautam as políticas corretas para o País, mantêm vanguarda e servem de contraponto a Bolsonaro (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

A decisão dos governadores do Nordeste, à unanimidade, de apontar caminhos de futuro para a região de forma conjunta, quer na criação de Consórcio para baratear custos, quer no debate sobre a Reforma da Previdência, Armamento e politicas sociais acabou se caracterizando em posição segura para o País como contraponto inteligente ao Governo Bolsonaro, mesmo que esta não seja a intenção mas acabe servindo como tal.

A rigor, o posicionamento dos governadores nordestinos tem se caracterizado desde a década passada por linha de ação de vanguarda politica apostando no desenvolvimento sócioeconômico sem abdicar da redução das desigualdades, sobretudo no campo social.

FAZENDO A DIFERENÇA - Aliás, nos últimos tempos o Nordeste tem sido a base geográfica brasileira em sintonia com as politicas progressistas em contraponto à onda conservadora recentemente instalada com Bolsonaro construindo uma base social de apoio continuado contra os retrocessos.

Se reparar bem, o conjunto dos governadores foi a única sustentação de confronto ao Golpe liderado por Temer e o PSDB com apoio de setores da Justiça, Congresso Nacional, MPF e empresários, que deu no que deu gerando em 2018 a prisão e impedimento da candidatura de Lula.

Na fase da queda de Dilma Rousseff, os governadores nordestinos mantiveram a posição firme em defesa das garantias constitucionais em torno da ex-presidente, como nenhuma outra região teve coragem de enfrentar de forma digna.

AVANÇOS NO COMBATE AO RETROCESSO - Os estados vivem os efeitos da crise mas com adoção de medidas administrativas e fiscais saneadoras cumprindo compromissos normais inclusive o pagamento de pessoal, à exceção do Rio Grande do Norte onde a governadora Fátima Bezerra pegou o estado com 4 meses de atraso do funcionalmente e age como gigante para reequilibrar as finanças do Estado.

Na prática em todos os Estados, em sintese, há a adoção de politicas públicas voltadas ao desenvolvimento socioeconômico sem retroceder nas politicas voltadas à cidadania na contramão do que adota o Governo Bolsonaro daí a importância dos governadores nesta fase do País.

CONTRA PRIVATIZAÇÕES - Todos os governadores têm, inclusive, posição fechada contra a privatização do BNB e CHESF, assim como exigem a retomada da SUDENE como palco de incentivos para o futuro dos investimentos nos 9 Estado, papel este que a Superintendência tem negligenciado na Era das intenções privacionistas do Governo Federal.

Trocando em miúdos, os governadores nordestinos atuam como âncora nacional na defesa de politicas que façam reduzir as desigualdades regionais por isso o Pais deve muito ao conjunto dos chefes do Executivo do Nordeste.

Sem eles estaríamos além do Caos, na barbárie.

UMAS & OUTRAS

A Vitória de todos os governadores apoiados por bases progressistas se traduz em aprovação popular das gestões de resultado e de politicas desenvolvimentistas sem descuidar das ações voltadas às camadas mais pobres.

Os ex-governadores Ricardo Coutinho, na Paraiba, Jaques Wagner na Bahia e Cid Gomes no Ceará são lideranças com status nacional pelo saldo de seus governos. À exceção de Ricardo, os dois se elegeram para o Senado. Aliás, o ex-governador paraibano preside a Fundação João Mangabeira.

A eleição do governador Rui Costa para presidir o Consórcio Nordeste é fruto do reconhecimento à sua capacidade de gestão no estado de maior PIB do Nordeste, a Bahia.

No Piaui, o governador Wellington Dias se conduz como um dos mais gabaritados lideres progressistas do Pais, além de elevar os indices de desenvolvimento econômico e social em seu Estado, que já foi sinônimo de pobreza e miséria.

este diapasão de quebra de paradigmas, o governador Flávio Dino faz do Maranhão um exemplo de nova realidade sócio-politica com a ascensão de um comunista sensato, ex-juiz federal com politicas públicas de forte impacto na vida social na vida dos maranhenses como há décadas não se via. Um exemplo simbólico: desde os anos 60 somente a familia Sarney usufruia do Palácio dos Leões. Depois de Dino, há visitação pública permanente. O estado do Maranhão vive nova fase promissora.

Quem tem se revelado governante de dominio técnico - estratégico com discernimento e vanguardismo é o governador João Azevêdo, da Paraiba, sempre com contribuições sensatas no Fórum dos Governadores. O e-GOV (governo eletrônico) é uma dessas inovações.

Já Paulo Câmara, de Pernambuco, se apresenta com dominio da realidade reenquadrado no posicionamento no campo progressista, mas sem se afastar do gerenciamento das politicas em busca da retomada do desenvolvimento econômico atrelado ao resultado social.

Se reparar direito, o Ceará se mantém como Estado em pleno pique de altos investimentos a partir do olhar e ação de águia do governador Camilo Santana. São muitas as conquitas reais do Governo nesta fase contemporânea. Sua coragem de peitar e vencer as facções criminosas que mandavam de dentro dos presidios é exemplo nacional.

Em Sergipe, o governador Belivaldo Chagas introduz na gestão um novo momento de pulso forte para construir a superação diante do desmonte na estrutura da Petrobras no estado pelo papel determinante do petróleo na economia estadual. Apesar das dificuldades, ele aposta em novo ciclo de desenvolvimento.

O Rio Grande do Norte tem na governadora Fátima Bezerra uma lider politica com DNA do PT autêntico, aliada de Lula, sem perder ooortunidade e entendimentos com os demais setores da vida potiguar (ou fora dela) sempre em busca de meios para tirar o Estado do caos. Ela é determinada e tem obtido êxito nos primeiros meses com alta perspectiva.

Este é o Nordeste forte como Nação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247