Governo ou reality show?

Quando não é o patriarca Pateta, são os três filhos mais velhos: Huguinho, Zezinho e Luizinho, os patinhos engraçados da Disney, que fizeram sucesso na década de 70, só que na versão tupiniquim, aprontando todas as travessuras possíveis na internet

Governo ou reality show?
Governo ou reality show?
Siga o Brasil 247 no Google News

Não é trollagem, mas toda a semana a famosa Bolsofamília utiliza as redes sociais para disputar os holofotes da mídia televisiva e as manchetes de sites, blogs, jornais e revistas nacionais. 

Quando não é o patriarca Pateta, são os três filhos mais velhos: Huguinho, Zezinho e Luizinho, os patinhos engraçados da Disney, que fizeram sucesso na década de 70, só que na versão tupiniquim,  aprontando todas as travessuras possíveis na internet.

O papai afoito quando não ataca a oposição – de preferência os partidos e partidários da esquerda – sobe a tribuna virtual para defender os rebentos, que de vez em sempre, o colocam numa posição ruim.

“Os meus garotos”, como o “seu Bolso” costuma chamar os “pimpolhos de calça comprida”, parecem que foram programados tanto para destruir  a imagem do governo quanto a do próprio gestor dele.

PUBLICIDADE

“A morte de Jair Bolsonaro não interessa somente aos inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto. Principalmente após de sua posse! É fácil mapear uma pessoa transparente e voluntariosa. Sempre fiz minha parte exaustivamente. Pensem e entendam todo o enredo diário!”, postou Carlos no dia 28 de novembro do ano passado. Confira aqui.

Para fechar o STF basta um soldado e um cabo”, disse Eduardo Bolsonaro  em outubro também do ano passado. Confira aqui

 

PUBLICIDADE

"Eu não sei o que as pessoas do meu gabinete fazem da porta para fora, nem ele, nem de ninguém", declarou Flávio  sobre Queiroz (seu ex-assessor) ao SBT. Confira aqui.

A bem da verdade, o papai Bolsão fez a sua carreira política em cima de incontáveis  polêmicas na imprensa e, não seria diferente com o poder da caneta mágica da presidência da República nas mãos.

Após atacar Caetano Veloso e Daniela Mercury  e postar o vídeo obsceno “ Golden Shower”(o mais compartilhado dos últimos tempos), durante o Carnaval e sem ter nada de útil a fazer, o Bolsochefe se envolveu em outra grave polêmica, quando disse ao militares num evento na quinta-feira (7) no Rio, que “ Democracia e Liberdade, só existem quando as forças armadas querem. Confira aqui.

PUBLICIDADE

Neste início de semana, o Presidente adorador de torturadores e Fake News, compartilhou um texto que falsamente atribuí à repórter do jornal O Estado de S. Paulo Constança Rezende a declaração "a intenção é arruinar Flávio Bolsonaro e o governo", ao tratar da cobertura jornalística das movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-motorista do senador e filho do presidente. Confira aqui.

Com tantos assuntos extrema mentes importantes para o País, o BolsoPai que não irá emplacar essa retrógrada “Reforma da Previdência” (que só retira direitos), busca apagar o fogo de indícios de corrupção no gabinete do filho Senador Flávio. 

O mais interessante é que até hoje, não se sabe quem pagou as contas do motorista no Hospital de luxo Albert Einstein em São Paulo, nem notícia alguma do paradeiro de Fabrício de Queiroz e a informação plausível sobre o cheque de 24 mil na conta da primeira-dama Michelle.

PUBLICIDADE

Com tantos mistérios e o País atolado numa crise  econômica, junto com insegurança jurídica e política sem precedentes, só resta ao pobre trabalhador pagar a conta, com tantas formas ( como disse Ciro Gomes há mais de dois anos), de resolver o problema econômico e fiscal nacional.

O que mais se vê nas redes sociais são Bolsomínions arrependidos, tanto isso é verdade e a prova mais contundente foram as manifestações que mandaram o presidente tomar no C* nesse Carnaval, ocorreram  em todos os recantos desse País.

Com 70 dias da República de ultradiireita  Bolsonarista e alguns ministros suspeitos de corrupção, o mundo inteiro já percebeu a incapacidade técnica e intelectual do atual presidente, em cumprir o que prometeu na campanha e,  que foi a esperança de muitos daqueles que o elegeram.

Com o fim do Carnaval e já com todas as máscaras no chão, resta saber se esse novo Congresso nacional, vai honrar esse povo desesperançoso e que clamou por uma mudança que pelo visto ainda está bem longe de acontecer. Ou se, ainda terá de esperar por 3 anos e 9 meses para que a esperança e a Paz possa reinar?

Afinal, estamos diante de um governo ou reality show? 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email