Guanambi, a cidade dos sonhos

www.brasil247.com - Guanambi
Guanambi (Foto: Reprodução/TV Sudoeste)


Existem diversos lugares no mundo onde a sua população vive de forma apática, passiva e esperando que as coisas aconteçam por si só, sem intervir em nada e acreditando que tudo melhora como num passe de mágica, e acabam se frustrando com os resultados, e também há aqueles lugares onde o povo local trabalha, intervém, participa, opina e sobretudo tem vontades e sonhos que vão desde às melhorias da cidade, na sua estrutura física, mas também de seus moradores. A cidade natal deste que vos escreve, chamada Guanambi, localizada no interior da Bahia, faz parte dessa segunda opção.

Permita-me ser um tanto ufanista quanto a minha cidade, mas acho que isso seja algo comum quando se trata de cidades pequenas que não tem tanta visibilidade quanto tem as metrópoles, fazendo com que os moradores das grandes cidades se acostumem com o brilho e glamour de seus lares, mas quanto a nós, oriundos de localidades do interior, temos uma certa “ansiedade” maior, querendo que as coisas aconteçam rápido e que nossas cidades também se tornem grandes cidades, conhecidas em todo país e quem sabe, em todo o mundo, assim como é por exemplo Rio de Janeiro, onde atualmente esse artista guanambiense mora.  

Talvez a palavra sonho seja a que mais se aproxime daquilo que eu acredito que representa a minha eterna beija-flor, pois percebo que tudo o que existe ali tenha se criado antes nas mentes e nos corações de cada um que a construiu e ainda constrói, e logo depois colocado em prática, não apenas pela necessidade, mas também por acreditar e sentir que isso era o que deveria se fazer, sempre em prol do coletivo e das suas crenças internas; desde o comércio, a política, os edifícios, casas, até a arte, cultura, costumes, gírias que só ouvimos por lá, tudo isso junto formam a cidade de Guanambi, essa que se formou a partir de um rio que servia para matar a sede dos animais e de ponto de encontro de comerciantes da época.

Tornou-se em um momento polo industrial do algodão, passando a ser pólo cultural regional, e atualmente local onde se encontra um dos maiores parques eólicos do Brasil. Guanambi, um lugar onde quem chega não quer ir embora, onde vários visitantes se tornaram moradores, um lugar que não fica nada a dever a qualquer capital de qualquer estado. O Forró do Gurutuba, festejo do São João nordestino e a Árvore de Natal e sua capela, são modelos na região, no quesito festas tradicionais, promovendo e estimulando o comércio local, desde o simples consumo, até o turismo. Grandes artistas nacionais de todos os gêneros e estilos já se apresentaram e se apresentam em eventos realizados todo ano por lá, e é claro, temos grandes artistas de diversas áreas de atuação, muitos já fazendo trabalhos de alcance nacional e internacional, desde música, até artes cênicas, artes plásticas, etc.

Guanambi é uma das cidades que mais crescem no estado, uma das mais desenvolvidas economicamente, com grande número de faculdades públicas e privadas (levando em consideração o tamanho físico e populacional), e com o seu contínuo nível de desenvolvimento, consequentemente faz com que haja menos pessoas interessadas em migrar para os estados da região sudeste, algo bastante comum no século passado, chegando até o início dos anos 2000.

Dessa maneira, apesar de muitos cidadãos importantes da beija-flor da Bahia morarem em outras cidades, e criarem raízes nesses lugares, ainda assim, todas as suas conquistas pessoais sempre tem, lá no fundo, um objetivo maior que inclui, dentre outras coisas, utilizar essas vitórias para contribuir de alguma forma ao engrandecimento de Guanambi, para que ela seja sempre, não apenas um lugar de sonhos, mas inclusive de realizações. Parabéns Guanambi, pelos seus 103 anos!

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email