Histeria e cólera até quando?

A praga do bolsonarismo está espalhada pelo país, Bolsonaro se transformou em sujeito do fascismo, em líder da extrema direita mundiala

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


Reunido com ministros do STF após pronunciamento, Bolsonaro se rendeu dizendo: "acabou"! 

Óbvio que isso é um blefe político na tentativa de 'parecer' conformado com a derrota e que vai respeitar a Constituição Federal. 

Áudios de seu filho Eduardo nos grupos de WhatsApp, convocando bolsonaristas a irem às ruas "aos milhões", bloquearem rodovias e concentrarem-se na frente dos quartéis, contradizem o comportamento republicano de Jair Messias. 

Bolsonaristas nas ruas merecem destaque nessa pororoca de desinformação e ignorância. Em manifestação no centro de Porto Alegre alguém gritou que o ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, havia sido preso. 

A histeria invadiu o lugar de forma raivosa e colérica, manifestantes gritaram de joelhos na calçada, atiraram-se no chão, abraçaram-se, choraram, pareciam triturados por uma dor interna e inconsciente. 

Em outro momento disseram que os russos descobriram fraude nas urnas, os bolsonaristas entraram em convulsão coletiva causando explosão de estupidez. 

Essa gente acredita que fazem parte de um movimento para salvar o Brasil do comunismo, da URSAL, do ativismo do Poder Judiciário. 

Lidar com essa gente é como jogar xadrez com pombo. O pombo vai voar, derrubar as peças, defecar no tabuleiro e sair cantando vitória de peito estufado. 

Essa gente precisa se tratar. Como podem ouvir um áudio da deputada pistoleira, Carla Zambelli, e acreditar que o Tribunal de Haia está no Brasil para acionar o Artigo 142 e pedir intervenção militar? 

As ações da PRF também merecem menção destacada. No dia da eleição, policiais interceptaram ônibus nas BRs que transportavam eleitores das periferias, possíveis eleitores de Lula.  

As operações atiravam em duas frentes: impedir que os eleitores chegassem às seções e, o plano b, em caso de derrota de Bolsonaro, acionar o TSE contra as blitz que 'atrapalharam' a eleição.  

Nessa eleição todas as tentativas da extrema direita em confundir e melar as eleições deram errado. A mais absurda foi a denúncia de que a rádio Várzea da Roça, do interior da Bahia, não deu isonomia nas inserções diárias dos candidatos, privilegiando o candidato petista. 

Apesar do pedido de rendição do presidente, de apelar para anistia de seus crimes como se estivesse arrependido, por trás de todas as movimentações antidemocráticas estão suas digitais. 

A praga do bolsonarismo está espalhada pelo país, Bolsonaro se transformou em sujeito do fascismo, em líder da extrema direita mundial, o que sinaliza que a democracia e a liberdade serão atacadas diariamente pelos vírus hospedados nas vozes que distorcem a bíblia, nas mãos que seguram as armas, nos inocentes úteis, ignorantes bozoafetivos, que acreditam em mensagens de aplicativos. 

Enquanto isso, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva foi convidado e confirmou presença na COP27 (Cúpula das Nações Unidas para o Clima), que acontece entre os dias 6 e 18 de novembro, no Egito. 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247