Homo sapiens bolsominions: o Caos da Evolução humana

Há um separatismo real entre a população de Homo sapiens (brasileiros) e Homo sapiens (brasileiros/ bolsominions) e (talvez) muito em breve - a taxonomia já possa incluir em seus anais: O Homo sapiens bolsominions

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O conceito de subespécie consiste em uma população circunscrita em uma determinada área geográfica, que difere em maior ou menor grau de outras populações, representando uma subdivisão dessa espécie, e isto também gera a possibilidade de não ocorrer mais a troca de genes (interespécies). Por exemplo, o cão é uma subespécie doméstica do lobo, ou seja, o Canis lupus (lobo) originou o Canis lupus familiaris.

A taxonomia surgiu como ramo científico da Biologia desde os primórdios da humanidade (período pré-histórico). Separar e classificar é uma prática milenar. O ser humano na sua fase primitiva já diferenciava plantas de animais, frutos venenosos de comestíveis. Aristóteles já na Idade Antiga (com base no platonismo) consegue classificar os organismos em três categorias chamadas de Reinos: Animal, Vegetal e Mineral.

E do século IV A.C até o século XVlll, chegamos à figura do sueco: Carolus Linnaeu, que através de estudos cria um sistema de classificação utilizando o latim como língua de representação nominal para cada espécie classificada. O botânico, médico e zoologista, hoje considerado o pai da conhecida TAXONOMIA – lançou o conhecidíssimo compêndio: Systema Naturae, onde lança as bases de classificação dos seres. Até hoje já possuímos mais de 1,78 milhões de espécies catalogadas.

Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero Espécie e Subespécie são de forma decrescente a maneira organizacional dos elementos da Biosfera. O táxon, cujo o plural é taxa, é uma unidade de classificação. 

Carolus Linnaeu, foi o primeiro a classificar a nossa espécie (encaixando)nos níveis abaixo:

Reino: Animal; Filo:Chordata; Classe:Mamalia; Ordem : Primata ; Família: Hominidae; Gênero : Homo; Espécie: Homo sapiens.

A batuta da EVOLUÇÃO vem regendo nossa orquestra existencial, e a música continua afinada, será que agora uma nova subespécie surgirá para nos tornar involuídos? O parágrafo primeiro contido neste texto demonstra, que o resultado imposto por uma barreira geográfica ou o que o valha caucionará o surgimento de uma subespécie, classificada de forma trinominal e escrita em latim, com objetivo de atingir o (entendimento) de forma universal.

Indivíduos pertencentes a espécie Homo sapiens (reflitam meus leitores!) dançariam com a morte? Ou diriam que o Coronavírus não existe? ou mesmo que ele é um "exagero" criado pelos Comunistas? que desejam implantar uma Revolução no Brasil...

Há um separatismo real entre a população de Homo sapiens (brasileiros) e Homo sapiens (brasileiros/ bolsominions) e (talvez) muito em breve - a taxonomia já possa incluir em seus anais: O Homo sapiens bolsominions; infelizmente não será como o Canis lupus familiaris, que é uma subespécie inteligente da variação adaptada do lobo, porém o Homo sapiens bolsominions poderá se constituir em uma variação involuída e desumanizada, que desconhece o conhecimento como poder; e o amor como sentimento.

Faça o dever de casa! e inclua nos segmentos abaixo, a futura classificação de esta nova variedade específica de Homem, que na verdade ao invés de evoluir, lamentavelmente, poderá até mesmo desaparecer: se tornando extinta.

Reino ____________

Filo ______________

Classe ____________

Ordem ____________

Família ____________

Gênero ___________

Espécie ___________

Subespécie Homo sapiens bolsominions

#LEIABRAZILEVIREBRASIL

#JACOBINOSAVANTE

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247