Ipsos: aprovação a Lula cresce, reprovação cai

O ex-presidente Lula ainda é o político que tem os maiores índices de aprovação popular, dentre todos: 32% dos brasileiros, segundo pesquisa divulgada ontem pelo instituto Ipsos, aprovam o petista totalmente ou um pouco

Lula
Lula (Foto: Miguel do Rosário)

(originalmente publicado no Cafezinho)

O ex-presidente Lula ainda é o político que tem os maiores índices de aprovação popular, dentre todos: 32% dos brasileiros, segundo pesquisa divulgada ontem pelo instituto Ipsos, aprovam o petista totalmente ou um pouco.

A reprovação ainda é alta, de 66%, porém menor que a de todos os caciques tucanos mais conhecidos, como Aécio (que tem 91% de reprovação e apenas 3% de aprovação), Serra e Alckmin (ver gráfico abaixo).

Na pesquisa anterior, de julho, a pontuação de Lula era a seguinte: 29% de aprovação e 68% de reprovação.

João Dória é o tucano melhor posicionado, mas é porque é o menos conhecido: 28% dos entrevistados disseram não conhecê-lo.

Mesmo assim, a comparação com a pesquisa de julho, do mesmo instituto, mostra que a reprovação Doria cresce exatamente na medida em que a população o conhece: em julho, ele tinha 45% de reprovação, 17% de aprovação e 38% não o conheciam.

Nessa pesquisa de agosto, a reprovação a Doria cresceu para 52% (alta de 7 pontos), sua aprovação oscilou 2 pontos para cima, enquanto o percentual dos que não o conhecem caiu 10 pontos, para 28%.

Ou seja, para cada 10 brasileiros que passam a conhecer Dória, 7 passam a reprová-lo e apenas 2 a aprová-lo.

Há o fenômeno Luciano Huck, que não é (ainda) político, e sim apresentador de TV: ele tem uma aprovação alta, de 44%, contra uma rejeição de 42%. Entretanto, Huck não participa do debate político, não externa posições, nunca administrou, nunca legislou.

Jair Bolsonaro tem rejeição de 56%, aprovação de 21%, e 24% de desconhecimento. Na pesquisa de agosto: na pesquisa anterior, Jair tinha 53% de rejeição,  15% de aprovação, e 32% de desconhecimento.

Marina Silva viu sua reprovação crescer de 59% em julho para 65%, empatando com Lula, mas sem a aprovação do petista: ela tem 24% de aprovação.

Rodrigo Maia é um caso curioso. Apesar de 26% o desconhecerem, ele já tem uma reprovação superior a de Lula, que é demonizado todo dia pela grande mídia, além da perseguição judicial: 72% dos entrevistados reprovam Maia, contra apenas 3% que o apoiam.

Dilma ainda tem forte reprovação, de 79%, mas com sua aprovação de 18%, tem melhor pontuação que todos os tucanos: FHC, por exemplo, tem 79% de reprovação e apenas 10% de aprovação.

O sucessor de Dilma no governo, o usurpador Michel Temer, ocupa o primeiríssimo lugar entre os políticos mais detestados do país: tem apenas 3% de aprovação e 93% de reprovação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247