Jesus e mais nada - a democracia ameaçada. Parte II

Uma nova ordem mundial se implanta no planeta, e seus passos largos, são dados em nome da humildade; Morder e assoprar sempre constituiu a boa política estadunidense: o Big Stick e o plano Marshall demonstram bem este histórico

A religião como arma de guerra. Quase todos os conflitos bélicos têm um fundo religioso
A religião como arma de guerra. Quase todos os conflitos bélicos têm um fundo religioso (Foto: Sputnik)

"Nada além de Jesus", o lema da Confraria que teve seu nascimento oficial em 1935 pelas mãos do ministro metodista Abraham Vereide – o viking – ele nasceu na Noruega.

Associação que instituiu o National prayer breakfast – como elo importantíssimo para The Family; o primeiro ocorreu em 1953 – sob os auspícios do religioso Vereide.

Na Cedars (mansão da Irmandade, na Virgínia) existe um quadro daquele que reverenciava Hitler, sob o aspecto da coragem e fé.

Este homem religioso se inspirava no nazismo como base para um Cristianismo sólido e determinista. Um Cristianismo genuíno que perdoa os erros de seus escolhidos na Terra.

Abraham faleceu em 1969, mas deixou as raízes da Confraria bem plantadas, sua convicção não ia além de Jesus – e tal fé o conduziu até aqueles prisioneiros da segunda grande guerra; objetivando com suas visitas sensibilizar os adoradores de Hitler a se tornarem soldados de Jesus ( um Jesus que determina quem será o dominado e quem será o dominante). 

Nesta pirâmide espelhada em Jesus e mais nada, não há mobilidade social.

O fascínio de Vereide pelo nazismo passou para seu discípulo (e substituto) Doug Coe, que assumiu o posto de novo líder evangelista; e, claro, trajando o manto da invisibilidade, uma de suas marcas – Doug insistia que estar invisível seria uma atitude perfeita de poder no seio desta nova ordem.

Influenciadores de grandes líderes que encontrariam na oração a mais perfeita ferramenta de sucesso. O que seria melhor na vida do que um BREAKFAST PRAYER? repleto de líderes nacionais e mundiais...em memoráveis aglutinações.

Sob a persuasão do grupo Christian Leadership (The Family fundada por Abraham Vereide): em 1934, nos E.U.A houve a erradicação dos Sindicatos, dezenove industriais se reuniram com intuito de defender suas riquezas, ao entenderem que isto era uma escolha de Deus para eles, e para todos.

Houve confronto, violência e repressão.

E mais uma vez a mão invisível de um arquiteto teria sido a responsável por esta escolha, que privilegia uma classe em detrimento de outra. O ritmo desta ideologia chegará às raias dos incentivos (aparentemente religiosos) em nações do Oriente e do Ocidente. E até Wladimir Putin degustará o famoso café regado à orações. 

Em alguns países a comunidade LGBT sofrerá todo o tipo de intimidação, desde a mudança legislativa até ao extermínio em praça pública (que ocorreu em Uganda).

Como por exemplo, o Referendo que ocorreu em outubro de 2018 (na Romênia) com um resultado em que mais de 90 por cento dos votantes apoia a mudança constitucional que proíbe o casamento entre indivíduos do mesmo sexo; o que só não mudou em função do número de abstenções ter superado o de votantes.

Uma nova ordem mundial se implanta no planeta, e seus passos largos, são dados em nome da humildade; Morder e assoprar sempre constituiu a boa política estadunidense: o Big Stick e o plano Marshall demonstram bem este histórico.

Iremos seguir para o desfecho desta análise sob forma de artigo (em sua parte III) torcendo para que o leitor desta coluna experimente um avivamento contextual dos fatos registrados pelo jornalista Jeff Sharlet.

Rumamos então para confeccionar a próxima parte, que jogará mais luz sobre a experiência do jornalista em questão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247