Julgamento no TSE é fichinha perto do Temergate

"Data vênia, esse julgamento no TSE da chapa Dilma-Temer não tem a mesma relevância do escândalo que está sendo investigado por Janot, Fachin e a Polícia Federal, gerado pela delação-bomba do rei do gado, Joesley Batista e já chamado de Termegate. O caso do TSE é uma bobagem: abuso de poder econômico, um crime eleitoral. O TSE dá tanta importância a isso que está sentado em cima do processo desde 2014", diz o colunista Alex Solnik; "Nenhum presidente da República – nem Fernando Collor – foi flagrado numa situação tão dramática. Se Temer for absolvido no TSE a sua situação no STF não vai melhorar. Se Temer for condenado no TSE a sua situação no STF não vai piorar ainda mais"

Presidente Michel Temer, em São Paulo. 03/04/2017 REUTERS/Nacho Doce
Presidente Michel Temer, em São Paulo. 03/04/2017 REUTERS/Nacho Doce (Foto: Alex Solnik)

Data vênia, esse julgamento no TSE da chapa Dilma-Temer não tem a mesma relevância do escândalo que está sendo investigado por Janot, Facchin e a Polícia Federal, gerado pela delação-bomba do rei do gado, Joesley Batista e já chamado de Termegate.

   O caso do TSE é uma bobagem: abuso de poder econômico, um crime eleitoral. O TSE dá tanta importância a isso que está sentado em cima do processo desde 2014.

   Por mais suspense que os meios de comunicação tenham criado, não tem o mesmo peso de um inquérito presidencial por suspeita de crime comum, ou melhor, três crimes punidos com pena de prisão: pertencer a organização criminosa, corrupção passiva e obstrução de justiça.

   Nenhum presidente brasileiro passou por isso.

   O julgamento no TSE refere-se ao comportamento de Temer durante a campanha. Já passou.

   O Temergate investiga fatos suspeitos do governo atual, de março deste ano.

   Se o TSE condenar a chapa isso não irá dizer que Dilma ou Temer colocaram a mão na massa. Podem ter sido terceiros dos quais não suspeitavam.

   O Temergate é outra coisa. Tem a fita do Joesley, tem a filmagem de Loures com cara de apavorado correndo na calçada com uma mala cheia de dinheiro, tem o elo entre Loures e Temer e tem Joesley dizendo que o dinheiro era para Temer.

   E o diretor Ricardo Saud dizendo que era a primeira parcela da “aposentadoria de Temer”.

   Nenhum presidente da República – nem Fernando Collor – foi flagrado numa situação tão dramática.

   Se Temer for absolvido no TSE a sua situação no STF não vai melhorar.

   Se Temer for condenado no TSE a sua situação no STF não vai piorar ainda mais.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Lula volta a frustrar Moro, Rede Globo e PSDB
Mauro Nadvorny

Não é o Lula, é o Lula

Ninguém pode ser condenado sem trânsito em julgado. Em outras palavras, um culpado de um crime qualquer, só pode cumprir sua pena, quando tiver sua condenação confirmada e todos os recursos negados...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247