Levy é Dunga. Dunga é Levy

"O Brasil não acredita que Dunga vai levar o Brasil à conquista da Copa do Mundo. O Brasil não acredita que Levy vai levar o Brasil de volta ao crescimento. Dunga não combina com a seleção brasileira. Levy não combina com o governo brasileiro", diz o colunista Alex Solnik

"O Brasil não acredita que Dunga vai levar o Brasil à conquista da Copa do Mundo. O Brasil não acredita que Levy vai levar o Brasil de volta ao crescimento. Dunga não combina com a seleção brasileira. Levy não combina com o governo brasileiro", diz o colunista Alex Solnik
"O Brasil não acredita que Dunga vai levar o Brasil à conquista da Copa do Mundo. O Brasil não acredita que Levy vai levar o Brasil de volta ao crescimento. Dunga não combina com a seleção brasileira. Levy não combina com o governo brasileiro", diz o colunista Alex Solnik (Foto: Alex Solnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

   Dunga foi chamado para salvar o Brasil da derrota de 2014 e fazer o mundo esquecer do 7 a 1 contra a Alemanha.

   Levy foi chamado para salvar o Brasil da debacle econômica e fazer o pais esquecer dos desacertos do ministro anterior.

   Dunga foi chamado para salvar o Brasil sem nenhum grande feito no currículo: tinha fracassado na Copa do Mundo de 2010 e demitido do Internacional.

   Levy foi chamado para salvar o Brasil sem ter em seu currículo nenhum grande feito, sempre ocupou cargos burocráticos nos quais era subalterno e tinha sido o chefe das finanças do governo Sergio Cabral, de pouco saudosa memória.

   A principal missão de Dunga era mudar a cara do time brasileiro, ganhar a Copa América e classificar o Brasil para 2018.

   A principal missão de Levy era animar o país, evitar o aprofundamento da recessão e o rebaixamento do país nas agências de avaliação de risco.

   Dunga não mudou a cara da seleção. Ganhou amistosos sem importância, perdeu a Copa América e tem desempenho sofrível nas eliminatórias.

   Levy não levantou a moral do país, não evitou o aprofundamento da recessão, não conseguiu convencer nem o Congresso nem o país de que suas ideias são as adequadas e muito menos o rebaixamento das agências de risco.

   Toda vez que aparecem em público, tanto Dunga como Levy não mostram uma cara boa, amigável, otimista, risonha. Não. É sempre aquela expressão de quem comeu e não gostou, está ali por obrigação, sempre insatisfeitos, não com eles, mas com o país.

   O Brasil não gosta de Dunga.

   O Brasil não gosta de Levy.

   O Brasil não acredita que Dunga vai levar o Brasil à conquista da Copa do Mundo.

   O Brasil não acredita que Levy vai levar o Brasil de volta ao crescimento.

   Dunga não combina com a seleção brasileira.

   Levy não combina com o governo brasileiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email