Lucro da Petrobrás representa mais de 36% do preço do diesel na bomba

A falta de transparência com que a Petrobrás divulga seus números, reajustes etc. é falta de respeito com o povo brasileiro. Temos a urgente necessidade de instauração uma CPI na Petrobrás

Sede da Petrobras no Rio de Janeiro
Sede da Petrobras no Rio de Janeiro (Foto: REUTERS/Sergio Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News

“Temos a urgente necessidade da instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI na Petrobrás, como já proposto pelo deputado Paulo Ramos – PDT/RJ através do requerimento CD 212527785900 de 1º de setembro de 2021”

A Petrobrás divulga em seu site a composição do preço do diesel pago pelo consumidor na bomba como vemos a seguir: 

reproducao

Vejam que a participação da companhia é de 54% do preço ao consumidor. Como o preço médio do diesel S500 neste período era de R$ 4,80 por litro (dados Petrobrás e ANP), a parcela da empresa é de R$ 2,59 (0,54 x 4,80) por litro. 

PUBLICIDADE

Recente artigo publicado (Cinco falácias do sr. Silva e Luna...Aepet 27 de setembro 2021), mostra, considerando dados do balanço da empresa do 2º trimestre de 2021, que o custo de produção da Petrobrás para um barril de combustíveis é de US$ 27, considerando o custo total de extração, refino e despesas operacionais, administrativas e financeiras. 

Ao câmbio atual (5,50) o custo de um barril é de R$ 148,50 ( 5,5 x 27 ). Sendo que um barril tem 158,98 litros, o custo de produção da Petrobrás para um litro de combustível é de R$ 0,93 (148,50 / 158,98). 

Como existe adição de 10% de bio diesel ao diesel fornecido pelas refinarias, podemos dizer que o efeito do custo de produção na bomba seria de R$ 0,84 (0,93 x 0,9) 

PUBLICIDADE

Como já vimos a participação da Petrobrás no preço cobrado nas bombas é de R$ 2,59 por litro. Deste total R$ 0,84 é o custo de produção e o restante R$ 1,75 (2,59 – 0,84) e a margem (lucro) que fica para a companhia. 

Ou seja, 36,46% (1,75 / 4,80), do preço cobrado na bomba. Trata-se de uma margem absurda, que não encontra paralelo em nenhum país do mundo. Superior ao dobro dos impostos cobrados (federais e estaduais). 

Tal margem é obtida graças a fatos como a isenção de cobrança de participação especial na cessão onerosa, que só este ano representa uma renúncia fiscal de mais de US$ 8 bilhões, que deixam de ser arrecadados pela União, Estados e Munícipios. 

PUBLICIDADE

Esta renúncia fiscal será aumentada na medida do crescimento da produção no pré-sal

A falta de transparência com que a Petrobrás divulga seus números, reajustes etc. é falta de respeito com o povo brasileiro.

Temos a urgente necessidade de instauração uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI na Petrobrás, como já proposto pelo deputado Paulo Ramos – PDT/RJ através do requerimento CD 212527785900 de 1º de setembro de 2021

PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email