“Lula ganhou dez vezes mais do que eu”, diz FHC

Sobre as palestras de Lula, pelas quais ganhou R$ 27 milhões em quatro anos e suas viagens para abrir portas para negócios no exterior, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse ontem no Roda Viva: “Palestra eu faço, daquelas que você vai e fala a uma plateia... agora, abrir portas eu nunca abri porque não tenho poder para isso e não faria”; E arrematou, não se sabe se com uma ponta de inveja ou de maldade: “Lula ganhou dez vezes mais do que eu”!; leia o post de Alex Solnik

Sobre as palestras de Lula, pelas quais ganhou R$ 27 milhões em quatro anos e suas viagens para abrir portas para negócios no exterior, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse ontem no Roda Viva: “Palestra eu faço, daquelas que você vai e fala a uma plateia... agora, abrir portas eu nunca abri porque não tenho poder para isso e não faria”; E arrematou, não se sabe se com uma ponta de inveja ou de maldade: “Lula ganhou dez vezes mais do que eu”!; leia o post de Alex Solnik
Sobre as palestras de Lula, pelas quais ganhou R$ 27 milhões em quatro anos e suas viagens para abrir portas para negócios no exterior, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse ontem no Roda Viva: “Palestra eu faço, daquelas que você vai e fala a uma plateia... agora, abrir portas eu nunca abri porque não tenho poder para isso e não faria”; E arrematou, não se sabe se com uma ponta de inveja ou de maldade: “Lula ganhou dez vezes mais do que eu”!; leia o post de Alex Solnik (Foto: Alex Solnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

“A segunda metade do governo Lula e o segundo mandato da Dilma têm mais a ver com o governo do general Geisel do que com o meu” talvez seja a frase mais contundente da entrevista do ex-presidente Fernando Henrique ao programa Roda Viva, da TV Cultura, do qual participou pela oitava vez. Ele não forneceu mais detalhes, mas supõe-se que ele se referia à escalada da estatização.

Entrevistado pelos jornalistas Eliane Cantanhede, Vera Magalhães, Sergio DÁvila, Ricardo Setti, João Gabriel de Lima e Augusto Nunes, ele também garantiu que “o golpe está afastado, embora impeachment não seja golpe, mas precisa ter motivo” e que “a corrupção na Petrobrás começou no governo Lula”. Perguntado se considerava Lula um homem honrado, tão honrado quanto Dilma, ficou em cima do muro:

“Eu tenho que esperar para ver... tem tanta coisa circulando... eu acho que tudo tem que ser passado a limpo e ele também deve querer que seja passado a limpo”.

A respeito da prisão de Marcelo Odebrecht ponderou que “não se pode transformar prisão preventiva em permanente”.

Sobre as palestras de Lula, pelas quais ganhou 27 milhões de reais em quatro anos e suas viagens para abrir portas para negócios no exterior disse:

“Palestra eu faço, daquelas que você vai e fala a uma plateia... agora, abrir portas eu nunca abri porque não tenho poder para isso e não faria”.

E arrematou, não se sabe se com uma ponta de inveja ou de maldade:

“Lula ganhou dez vezes mais do que eu”!

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247