Lula, há um mês, preso político

Preso ou livre, Lula é maior do que ele mesmo. É uma ideia e a esperança do povo, que nos motiva a lutar por justiça social. Nossos sonhos e nossas lutas não serão aprisionadas. Lula continua sendo nosso candidato à Presidência da República e colocaremos um fim a este golpe

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa de evento na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, antes de se entregar à Polícia Federal. 7/04/ 2018. REUTERS/Leonardo Benassatto
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa de evento na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, antes de se entregar à Polícia Federal. 7/04/ 2018. REUTERS/Leonardo Benassatto (Foto: Cida de Jesus)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

No dia 7 de abril, há um mês, mais um capítulo do golpe foi consolidado com a prisão arbitrária e política do maior líder do País, Luiz Inácio Lula da Silva. Sua condenação sem provas por juízes parciais e o desrespeito a Constituição Federal por quem tem como dever protegê-la, configuram uma das maiores violências contra uma liderança nacional desde a redemocratização.

A farsa armada pelo "grande acordo nacional", conspirado pela elite brasileira, com apoio de setores do judiciário e da grande mídia, está cada dia mais evidente. Prova disse é que, mesmo preso politicamente, Lula não perdeu nenhum voto. Pelo contrário, não para de ganhá-los. Ele segue liderando em todas as pesquisas de opinião. O mesmo acontece com o Partido dos Trabalhadores, que tem recebido novos filiados.

O apoio a Lula vem de todos os cantos do País e do mundo. Os brasileiros sabem que apenas com sua eleição será possível dar um basta ao golpe que nos assola, retirando direitos e a própria democracia. Lula é a esperança, significa a retomada da era de direitos e de inclusão social implementada durante a sua gestão e da presidenta Dilma.

Entre os frutos desta era, estão as politicas públicas que retiraram milhões da pobreza, ampliaram o acesso à educação, moradia, serviços de saúde, emprego e uma série de outras medidas que, sem dúvida, melhoraram a vida do povo brasileiro. Esses são os reais motivos da perseguição ao Partido dos Trabalhadores, do afastamento de Dilma e da prisão de Lula.

Se pensaram que o povo iria se calar, não conhecem nossa resistência. Seguiremos com as mobilizações que tomaram as ruas de São Bernardo, ocupa Curitiba, chega a todos os cantos do Brasil e ecoa no exterior, de onde também chegam demonstrações de apoio, como a do prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel.

Preso ou livre, Lula é maior do que ele mesmo. É uma ideia e a esperança do povo, que nos motiva a lutar por justiça social. Nossos sonhos e nossas lutas não serão aprisionadas. Lula continua sendo nosso candidato à Presidência da República e colocaremos um fim a este golpe. Como nos ensina Guimarães Rosa, no livro Grande Sertão Veredas "o real não está na saída nem na chegada: ele se dispõe para a gente é no meio da travessia". Então, que fortalecemos a nossa travessia, a revestindo, cada dia mais, de resistência e coragem para resgatar, a partir das ruas e pelas eleições, o Estado Democrático de Direitos. Lula Livre, Lula Inocente, Lula Presidente!

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247