Lula nega ter dito que seria “próximo alvo” do juiz Moro

Além de o ex-presidente não ter pedido habeas corpus algum, ele "jamais" disse a ninguém que seria o "próximo alvo" do juiz Sergio Moro

 

Na tarde de quinta-feira (25/6), o portal G1 divulgou notícia surpreendente de que o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) comentou no Twitter que, "Temendo ser preso pelos malfeitos que cometeu", o ex-presidente Lula teria apresentado "habeas corpus preventivo" ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre.

Com a irresponsabilidade que lhe é característica, Caiado não checou a informação. Provavelmente, caçando o nome de Lula nos escaninhos da Justiça topou com iniciativa de um dito "consultor de advogados" de Campinas que costuma interpor ações na Justiça, supostamente, em favor do PT.

Nos últimos anos, o consultor Maurício Ramos Thomas chegou a pedir ao Senado, via representação, o impeachment de vários ministros do Supremo que condenaram os réus do mensalão. Ano passado, assim como fez este Blog, também tentou interpelar o ministro Gilmar Mendes por ter dito que as doações de militantes petistas aos réus do mensalão decorreriam de um esquema de "lavagem de dinheiro".

 

Ocorre que o tal consultor fez isso por sua livre iniciativa, sem qualquer anuência do ex-presidente Lula, conforme nota divulgada pelo Instituto Lula, abaixo reproduzida.

 

Provavelmente teve boa intenção, apesar da ingenuidade de pedir um habeas corpus sem que Lula esteja sequer sendo investigado formalmente. Com isso, deu uma enorme ajuda aos fascistas que querem desconstruir o ex-presidente.

Contudo, essa pessoa, com certeza, tomou essa medida por conta de matéria da Folha de São Paulo publicada no último sábado. Confira, abaixo, a matéria.

 

Essa matéria foi a causadora de uma avalanche de especulações absurdas sobre "prisão iminente" de Lula por Sergio Moro. Nas redes sociais, tenho recebido mensagens privadas de incontáveis leitores perguntando se Lula corre mesmo o risco de ser preso.

Conforme noticiei no post anterior, porém, matéria da Agência Reuters deu conta, na terça-feira (24/6), que Ministério Público nega que Lula esteja sequer sendo investigado. Mas não é só.

Devido ao factoide sobre o habeas corpus que Lula teria apresentado, entrei em contato com o instituto Lula. Conversando com o assessor do ex-presidente José Chrispiniano, fui informado de que, além de o ex-presidente não ter pedido habeas corpus algum, ele "jamais" disse a ninguém que seria o "próximo alvo" do juiz Sergio Moro.

Chrispiniano disse, ainda, que o Instituto "desafia" a Folha de São Paulo a provar que existe de fato a fonte que lhe teria informado sobre o suposto "temor" de Lula de que seria "próximo alvo" do juiz que conduz a Operação Lava Jato.

Com a palavra, a Folha de São Paulo, autora do factoide que gerou esse absurdo pedido de habeas corpus que, lamentavelmente, levou água para o moinho desse movimento fascista que pretende desmoralizar o ex-presidente Lula com olhos na eleição de 2018.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247