Lula receberá o Prêmio Nobel da Paz, em Oslo ou em Curitiba?

Se tudo acontecer como previsto, Lula deverá ser recebido no palácio iluminado, com toda magnificência, na cerimônia de honra, para a homenagem da família real, com microfones e câmeras dos quatro cantos do mundo voltados para aquele fato inédito

Lula receberá o Prêmio Nobel da Paz, em Oslo ou em Curitiba?
Lula receberá o Prêmio Nobel da Paz, em Oslo ou em Curitiba? (Foto: Picasa 3.0)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Caso o ex-presidente Lula seja agraciado com o Prêmio Nobel da Paz, a cela da Polícia Federal, em Curitiba, seria aberta para ele ir a Oslo*, na Noruega?

Se tudo acontecer como previsto, Lula deverá ser recebido no palácio iluminado, com toda magnificência, na cerimônia de honra, para a homenagem da família real, com microfones e câmeras dos quatro cantos do mundo voltados para aquele fato inédito.

Negada a liberdade, pelo judiciário brasileiro, a comissão organizadora do Nobel viria ao Brasil, a Curitiba? A juíza Carolina Lebos permitiria a entrega do Prêmio pessoalmente, na cela onde ele se encontra preso, condenado pelo então juiz Sérgio Moro, com base numa farsa judicial, em acusações sem provas?

Ocorra o que ocorrer, o Brasil corre o sério risco de ser submetido a uma situação de constrangimento mundial. O judiciário mais ainda.

O problema é que falta a muitos magistrados senso de responsabilidade moral e consciência. Muitos deles com manifestações graves de alheamento social. Pessoas assim não sentem constrangimento.

Isso tem sido demonstrado na permanente negação dos direitos líquidos e certos ao ex-presidente Lula, no tratamento cruel e desumano dado a ele, como no caso do sepultamento do irmão Vavá, e da recusa dos recursos impetrados ao judiciário.

Os apoios de chefes de estado, da comunidade jurídica internacional, de acadêmicos, intelectuais, artistas, personalidades altamente respeitadas em todo o mundo, chegando a quase meio milhão de pessoas, agora com o despertar de parte da imprensa, como o jornal francês L'Humanité, fazem da iniciativa do Prêmio Nobel, Peres Esquivel, um movimento mundial, que está colocando em xeque o judiciário brasileiro.

No Fórum Mundial, em Davos, acompanhado de Sérgio Moro, seu ministro da justiça, Jair Bolsonaro teve uma participação desastrosa. A imprensa internacional teve oportunidade de ver de perto o presidente do Brasil e tirar suas conclusões.

Não há mais dúvida, Lula é um preso político, refém de um regime fascista.

(*) O Prêmio Nobel da Paz é o único que é entregue em Oslo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247