Manuela e os estrategeiros

Há outros partidos do porte do PC do B com quem o PT pode fazer alianças, sem fechar portas a quem, atualmente, faz outras escolhas. No próprio consórcio governista a banda tem tocado assim

Há outros partidos do porte do PC do B com quem o PT pode fazer alianças, sem fechar portas a quem, atualmente, faz outras escolhas. No próprio consórcio governista a banda tem tocado assim
Há outros partidos do porte do PC do B com quem o PT pode fazer alianças, sem fechar portas a quem, atualmente, faz outras escolhas. No próprio consórcio governista a banda tem tocado assim (Foto: Leopoldo Vieira)

O Partido Comunista resolveu lançar a candidatura da deputada estadual Manuela D'Avila para a presidência da República.

Imediatamente, justificativas e narrativas se cruzaram sobre a decisão.

Na era da ansiedade, não se pode deixar mais quem quiser concorrer a uma função pública.

Oras, deixe-se que Manuela, Boulos, Ciro, Aldo, Luciana...Lula se candidatem, firmem suas alianças, elaborem e apresentem suas propostas.

Também deixe-se que, à direita, Bolsonaro, Doria, Alckmin, Huck façam o mesmo.

Respeite-se a Marina quieta, nem para lá e nem para cá (ou vice-versa).

Até quando se lança uma candidatura
seria para, no fundo, enquadrar alguém a fazer isso e aquilo ali na frente.

No caso, Lula.

Esta pelo menos é uma das conversas que circulam sobre a candidatura de Manuela.

O PC do B jamais fez política de auto-isolamento, tem defendido uma frente ampla (não de esquerda) e um programa capaz de atrair o centro.

Mas estrategeiros, que sonham estar ombro a ombro com Luiz Inácio, como uma espécie de Beria descongelado, disseminam que a jovem comunista irá blocar com Boulos et alii para transformar o ex-presidente exatamente no populista radical de esquerda que parte de seus adversários espantalha na imprensa.

Lula cresce a ponto de quase já aparecer ganhando no primeiro turno porque, quando a FAO alerta que o desemprego pode levar o Brasil de volta ao Mapa da Fome e um conhecido jurista diz que só sem direitos se reduz o desemprego, mesmo com o Banco Mundial divulgando que 22 milhões já estão abaixo da linha pobreza, ele fala aos mas pobres e trabalhadores de sua indignação ante a destruição de um passado visto como próspero e entregue pelas suas mãos.

Há outros partidos do porte do PC do B com quem o PT pode fazer alianças, sem fechar portas a quem, atualmente, faz outras escolhas.

No próprio consórcio governista a banda tem tocado assim.

Importante é deixar os estrategeiros para a diversão de Facebook.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247